Ministério da Cidadania anuncia novas regras para a Lei Rouanet
A legislação vai passar a se chamar Lei de Incentivo à Cultura, informa Governo
Brasil e Mundo| Por Agência Brasil 23/04/2019 09:03

O Ministério da Cidadania anunciou as novas regras para o financiamento de projetos culturais por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, conhecida como Lei Rouanet. A medida já havia sido adiantada pelo presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais na semana passada.

Segundo anúncio feito pelo ministro da pasta, Osmar Terra, o teto de valores financiados ficará em R$ 1 milhão. Até então, o limite é de R$ 60 milhões. Também foi reduzido o volume máximo de recursos que uma mesma empresa poderá receber para viabilizar projetos: de R$ 60 milhões para R$ 10 milhões. 

De acordo com o ministro a lei vai passar a se chamar simplesmente "Lei de Incentivo à Cultura". 

A nova regra não inclui projetos de patrimônio tombado (como restauração de construções), construção de teatro e cinemas em cidades pequenas e planos anuais de museus e orquestras. Terra acrescentou que eventos populares (como feiras de livros e festivais como o de Parintins) terão “tratamento especial”.

Pelas novas regras, os projetos financiados devem prever de 20% a 40% de ingressos gratuitos. Esses devem ser distribuídos preferencialmente a pessoas inscritas no cadastro único (o cadastro que reúne beneficiários de programas sociais federais, como o Bolsa Família). O valor dos ingressos populares, que era de R$ 75, vai cair para R$ 50.

Um dos objetivos é reduzir a concentração de recursos destinados aos estados Rio de Janeiro e São Paulo. Por isso, a previsão é que haja mecanismo de estímulo a projetos realizado integralmente nos demais estados. Além disso, deve haver a promoção de editais focados em cultura regional, a serem elaborados em parceria com empresas estatais que fizerem uso dos mecanismos de incentivo.

Foi incluída a obrigação para os promotores contemplados pelo incentivo de realizar ações educativas relacionadas ao projeto aprovado. O ministro afirmou que as prestações de contas anteriores estão sendo examinadas e que as novas serão realizadas pela Internet.

Mais Notícias de Brasil e Mundo
20/08/2019 20:15 Caixa anuncia financiamento habitacional corrigido pelo IPCA
Nova linha de contratos habitacionais terá taxas reduzidas
20/08/2019 19:09 STF mantém um dos mandados de prisão contra Eduardo Cunha
Ex-deputado está preso desde outubro de 2016, no âmbito da Operação Lava Jato
20/08/2019 18:56 Sequestrador estava em surto psicótico e ameaçou incendiar o ônibus
Governador do Rio considerou um sucesso a operação que terminou com a morte do jovem
20/08/2019 09:00 Sequestrador de ônibus no Rio é morto por atiradores de elite
Ele fez 37 passageiros reféns na Ponte Rio-Niterói
20/08/2019 08:41 MEC analisa novo modelo de distribuição de recursos para universidades
Destinação de verbas consideraria índice de desempenho, diz secretário