Membros da CPI do Lixo decidem pelo encerramento das investigações
Elber Batalha, único membro da oposição, foi contra o fim da investigação
Política 09/07/2018 12:40 - Atualizado em 09/07/2018 14:25

Em sua 10° reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), na Câmara Municipal de Aracaju (CMA), que investiga os contratos do lixo firmados entre a empresa Torre e a Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA), os parlamentares que compõem a bancada do prefeito Edvaldo Nogueira e são membros da CPI resolveram encerrar as investigações da comissão na CMA. A reunião aconteceu na manhã desta segunda-feira (9) no Plenário do Legislativo Municipal. 

Durante a sessão da CPI, foram apresentados dois libelos, que é a exposição inicial onde se expõem os pontos mais importantes da acusação e da defesa. O primeiro, do vereador Manuel Marcos, relator da CPI, apresentou um relatório pedindo o encerramento das investigações. Segundo o parlamentar, já existe um ‘exaustivo material probatório que já integra os autos do procedimento’, e que seria dispensável o trabalho da CPI na CMA. O relatório do vereador foi aprovado por 4 votos a 1. 

Em contrapartida, o vereador Elber Batalha (PSB), único membro da oposição que compõe a CPI e que votou contra o encerramento da CPI, afirmou categoricamente que o texto apresentado pelo relator não era um libelo e lamentou que as investigações na CMA tenham acabado.

“Existe uma enorme preocupação da bancada do prefeito em não investigar os contratos do lixo no ano de 2017, que envolvem Edvaldo Nogueira. Meu relatório é claro e existem contratações emergenciais no ano de 2016 e 2017. Quando a Justiça aprova a manutenção das escutas e arquiva o pedido do presidente desta Casa para extinção da CPI, vem a bancada do prefeito e resolve extinguir a CPI. Agora, apenas um relatório será apresentado na próxima reunião que será a última”, lamentou. 

O parlamentar informou que, na próxima reunião da CPI do Lixo, marcada para o dia 24 de julho, às 9h, irá apresentar um relatório paralelo ao do relator. “Vamos apresentar um parecer alternativo detalhando todas as irregularidades que envolvem os contratos do lixo em Aracaju, porque entendemos que o relatório da bancada de Edvaldo Nogueira não vai apresentar os fatos como eles verdadeiramente são. Lamentavelmente, a Câmara de Aracaju, mais uma vez, cruza os braços e se omite de investigar um dos maiores escândalos da administração pública de Aracaju nos últimos anos”, finalizou Elber.

Fonte: CMA

Mais Notícias de Política
24/05/2019 20:55 Governadores do Nordeste aprovam Plano Regional de Desenvolvimento com Bolsonaro 
Gestores estaduais também pleitearam a participação dos estados no FNE
24/05/2019 10:18 Bolsonaro faz sua primeira viagem ao Nordeste 
Em Pernambuco, ele se reúne com governadores e entrega casas populares
23/05/2019 17:22 Subvenções: MP/SE denuncia Goretti Reis por improbidade administrativa
Promotoria argumenta que deputada fez repasses de forma desproporcional
23/05/2019 12:35 TSE mantém cassação de prefeita e vice de Riachão do Dantas (SE)
Gerana Silva foi punida por divulgar pesquisa eleitoral proibida em 2016
23/05/2019 12:32 Autoescolas podem ser obrigadas a oferecer carros adaptados
Proposta tramita na Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal