IPTU: Prazo para cota única termina nesta segunda
Economia 13/01/2018 08:21

Os proprietários de imóveis que pretendem realizar o pagamento do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) em cota única devem ficar de olho no prazo: o benefício do desconto termina na próxima segunda-feira, dia 15. Para aquele contribuinte que não tem dívidas com o município, a Prefeitura de Aracaju concede um desconto de 7,5%.

"Já para quem está inadimplente com o poder público municipal, a porcentagem de desconto cai para 2,5%", lembra a diretora do Departamento de Tributos Imobiliários (Dtim) da Secretaria da Fazenda, Ignêz Souto. Ambas as situações já vem descritas no carnê do IPTU, que tem sido entregue pelos Correios ou pode ser retirado no Portal do Contribuinte, no endereço eletrônico financas.aracaju.se.gov.br/contribuinte/.

A Prefeitura espera arrecadar, ao todo, algo em torno de R$ 160 milhões com o tributo, que é o segundo mais importante para o município. A Constituição determina que 25% do que é arrecadado pelo IPTU seja investido em Educação, 15% em Saúde - embora Aracaju esteja encaminhando 20%. Além disso, a gestão utilizará o recurso para aplicação na limpeza urbana, coleta de lixo, operação de recapeamento asfáltico e contrapartida de obras.

 

Fonte: Agência Aracaju

Mais Notícias de Economia
15/08/2018 19:00 Supermercados desperdiçam R$ 3,9 bi em alimentos por ano, diz Abras
Maior parte das perdas ocorre no processo de manuseio e transporte dos alimentos
15/08/2018 17:59 Dólar bate R$ 3,90 para venda, maior valor desde 5 de julho
O índice B3, da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), encerrou o dia em baixa de 1,94%
15/08/2018 07:42 Contribuinte que está no 3º lote do IR 2018 recebe restituição
O crédito bancário será liberado para mais de 2,8 milhões de contribuintes
14/08/2018 17:00 Governo de Sergipe começa a pagar o décimo terceiro do funcionalismo
A antecipação de 50% do 13º salário foi dividida em cinco parcelas até o final do ano
14/08/2018 14:35 Mais de 120 mil sergipanos podem sacar PIS; saiba se você tem direito
Caixa Econômica estima o pagamento de R$ 150 milhões no estado