Aracaju
Vídeo mostra agressão de policiais a paciente dentro do Huse
Polícia Militar apura o caso; Hospital diz que paciente se exaltou
Cotidiano| Por Will Rodriguez 10/04/2019 12:06 - Atualizado em 10/04/2019 12:28

Um vídeo que começou a circular nesta quarta-feira (10) nas redes socias mostra a agressão de um grupo de policiais militares a um paciente no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), em Aracaju. 

O registro feito por outra paciente que estava na unidade hospitalar nessa terça-feira (9) mostra o momento em que um senhor de 40 anos é abordado pelos três militares. Além de intimidá-lo, os policiais desferem vários tapas no rosto do homem. 

Em conversa com a reportagem do F5 News, a mãe do paciente contou que ele chegou ao Huse por volta de 13h sentindo fortes dores abdominais e teria começado a reclamar da demora no atendimento. "Eles deveriam ajudar, mas fizeram foi agredir o meu filho", lamentou a dona de casa Vera Lúcia. 

A equipe de segurança do hospital teria pedido para que o homem se acalmasse, mas ele continuou a gritar e a guarnição da PM foi acionada e fez a abordagem truculenta. Após a confusão, segundo a mãe do paciente, ele foi atendido e liberado por volta de 18h30. 

Por meio de nota, a  superintendência do Huse disse que o paciente chegou ao local pouco antes das 14h e aguardou a classificaçao de risco, mas teria se exaltado. "Ansioso com a espera, o usuário chutou a porta do consultório médico. Os seguranças do hospital acionaram o Besp e, quando o policial chegou, o usuário perguntou o que era que ele queria e pedindo para falar baixo. O policial então tentou conter o rapaz, conversou, ele foi orientado e atendido pelo médico, sendo liberado em seguida para casa", declarou. 

 F5 News também procurou o comando da Polícia Militar. A Corporação informou que vai adotar as providências para averiguar as circunstâncias do caso, classificado como "lamentável". Veja a integra da nota:

O comando da Polícia Militar do Estado de Sergipe vem a público esclarecer que, diante da repercussão das imagens veiculadas por meio da imprensa, onde supostos militares agridem um cidadão nas dependências do Hospital de Urgências de Sergipe (Huse), está adotando todas as providências necessárias à apuração das circunstâncias em que tão lamentável ação aconteceu. 

A Corporação deixa claro, que não coaduna com o desvio de função de qualquer um dos seus integrantes e, nesse sentido, comprovada a autenticidade dos fatos, não poupará esforços para identificar e responsabilizar os policiais envolvidos na forma da Lei, com o rigor e a agilidade que a situação requer, garantindo-lhes o direito constitucional ao contraditório e à ampla defesa.

A Polícia Militar informa ainda, que em casos como esse, é importante que seja registrada uma denúncia na Ouvidoria da PMSE, ou um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia Civil, para auxiliar na elucidação dos fatos, com a devida responsabilização dos autores.

Por fim, a Instituição Policial Militar Sergipana enfatiza que situações dessa natureza são pontuais e isoladas, absolutamente contrárias à forma legal, legítima e compromissada com que os seus valorosos membros atuam diuturnamente em defesa do povo sergipano, há mais de cento e oitenta e quatro anos.

Mais Notícias de Cotidiano
23/04/2019 20:48 Saúde destaca importância da vacina na prevenção da meningite
Este ano, Sergipe já registrou seis casos da doença e uma morte
23/04/2019 18:54 Suspeito do desaparecimento do tio é preso em Poço Verde
23/04/2019 18:34 Instalação dos semáforos inteligentes deve ser concluída em agosto
23/04/2019 18:00 Defesa Civil alerta para chuvas em 67 municípios
23/04/2019 17:33 Conselheira determina fiscalização em feiras livres de 14 municípios
Confira quais cidades do interior sergipano vão receber a inspeção do TCE