Vazamento: mancha de óleo avança no litoral de Sergipe
Empresas serão multadas pela Adema por crime ambiental
Cotidiano 16/04/2018 12:20 - Atualizado em 16/04/2018 17:26

Por Fernanda Araujo

Continua a limpeza na região da Praia de Jatobá, no município sergipano de Barra dos Coqueiros, na manhã desta segunda-feira (16), local atingido por um vazamento de óleo este final de semana proveniente de uma tubulação da empresa Mosaic, antiga Vale, durante o processo de lançamento de resíduos.

Segundo a Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema), que voltou a vistoriar o local na manhã desta segunda-feira (16), estão sendo analisados os danos ambientais provocados pelo incidente e foi constadado que a mancha de óleo avançou 900 metros pela faixa de areia. “A Adema acompanha as ações, o planejamento dos procedimentos que iniciaram desde sábado à tarde quando o vazamento foi identificado”, afirma o técnico ambiental Benjamin Reis.

A Petrobras e a Mosaic têm realizado a limpeza do local desde a manhã do domingo, já que no sábado a maré estava alta, o que impossibilitava a atividade. O vazamento aconteceu após falha no sistema de descarte de água do emissário (tubulação). Populares denunciaram o surgimento da mancha de óleo na areia da praia que, segundo a Adema, atingiu cerca de um quilômetro da faixa litorânea.

Segundo Benjamin Reis, a tubulação vai de Rosário do Catete até a praia do Jatobá, numa extensão de 44 km, e que ainda entra mais 1.900 metros no mar, uma profundidade de 10 metros de lâmina de água.

“A Mosaic necessita de muita água para a dissolução do cloreto de potássio, para isso a Petrobras cede 40% de água de poço. Na transferência da estação da Petrobras para um tanque de armazenamento da Mosaic, ocorreu um distúrbio de concentração desse óleo e ficou acumulado. Quando os técnicos da Mosaic perceberam, estava também sendo operada a transferência desses resíduos de tubulação, daí ocorreu carreamento de substância oleosa para o mar”, explica o técnico.

A Adema determinou a suspensão da operação do equipamento pela Mosaic até que a empresa comprove tecnicamente que toda essa tubulação está isenta de óleo, e orienta à população que evite o banho no local, devido ao risco de contaminação de óleo na pele.

A Adema informou ainda que as duas empresas receberão um auto de infração por crime ambiental. Os valores das multas ainda não foram definidos. 

Em nota, a empresa Mosaic disse que continua monitorando a área, principalmente a movimentação da maré, para avaliar necessidade de realização de novos turnos de limpeza nos próximos dias, assim como neste domingo e segunda-feira, com funcionários da companhia e da Petrobras, além do apoio de consultores ambientais. "A empresa segue comprometida para a total resolução da situação o mais breve possível e reforça seu compromisso com funcionários, comunidades e meio ambiente nas regiões onde atua", declarou. 

*Texto atualizado para acréscimo de informações. 

Mais Notícias de Cotidiano
17/08/2018 06:48 Idoso morre vítima de picada de cobra na cidade de Propriá (SE)
Ele chegou a ser encaminhado para uma unidade hospitalar, mas não resistiu
16/08/2018 18:30 Bloqueio de rua prejudica atendimento de usuários no Ciras
Por semana, o Centro de Integração Raio do Sol presta assistência a 600 pessoas com deficiência
16/08/2018 18:05 Novas decisões judiciais tumultuam concurso para soldado da PM
Governo diz que vai recorrer de todas as decisões e data do TAF está mantida
16/08/2018 17:25 Suspeito morre em confronto com a PM na zona de expansão
16/08/2018 15:30 Transporte escolar: fraude em licitações gerou sobrepreço de R$ 75 milhões
Doze empresas são acusadas de fraudar contratos celebrados com a Secretaria da Educação de SE