Fêmea de tamanduá-mirim é resgatada em Aracaju
Cotidiano 12/01/2018 12:15 - Atualizado em 12/01/2018 12:19

Técnicos da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) resgataram, na manhã desta sexta-feira (12), uma fêmea jovem de tamanduá-mirim no entorno da Avenida Euclides Figueiredo, Zona Norte de Aracaju. Este tipo de animal, presente em diversas regiões da fauna silvestre brasileira,  está ameaçado de extinção e foi encontrado por trabalhadores que acionaram o órgão ambiental para fazer o resgate. 

A veterinária da Adema, Aline Borba, destaca que a preservação de indivíduos da espécie é muito importante porque as fêmeas produzem apenas 1 filhote por ano. “Essa é uma das espécies que sofrem  com atropelamentos devido ao ritmo lento e pelagem escura, se tornando vítima fácil dos veículos em alta velocidade”, explicou.

Depois de ser resgatado, o tamanduá foi levado para a sede do Ibama para que seja devidamente reintroduzido a natureza. “Não houve dificuldade para fazer a contenção do animal, que se encontrava dentro de um tubo utilizado na obra”, disse. 

Aline revelou, ainda, que o tamanduá não apresentava ferimentos ou outros sinais de comprometimento à saúde. A veterinária orienta como proceder em situações como as de hoje. “Em casos de encontro de animais, orientamos que sejam acionadas as autoridades competentes para fazer captura correta, preservando, desta forma, tanto o animal quanto às pessoas”, concluiu.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa

Mais Notícias de Cotidiano
20/06/2018 16:05 Deso oferece agendamento de serviços no Ceac Riomar
20/06/2018 14:30 População continua sofrendo com falta de estrutura no Coqueiral
Chuvas acentuam transtornos que moradores enfrentam há mais de cinco anos
20/06/2018 13:37 Hospitais regionais e da capital terão segurança reforçada
20/06/2018 13:02 Governo de Sergipe autoriza PSS para a Educação
Ao todo são 403 vagas para professor, merendeiro e para o Projovem Urbano
20/06/2018 12:25 Técnicos avaliam condições da BR 235 para duplicação
Concessão de trecho da rodovia em Sergipe deve ser formalizada até 2019