Expedito Souza lança Memórias de Aracaju Bodegas
O autor produz textos, verbetes e entrevistas entremeadas com fotografias
Brasil e Mundo 23/05/2019 12:16

O memorialista, economista e fotógrafo Expedito Souza homenageia Aracaju nos seus 164 anos lançando o livro “Memórias de Aracaju Bodegas”, no próximo dia 31 de maio, sexta-feira, às 19h30, no Hotel Sesc Atalaia. Terceiro de um compilado de obras que enfocam a capital sergipana. Na publicação, o autor produz textos, verbetes e entrevistas entremeadas com fotografias das bodegas de Aracaju, em um recorte temporal de 1977 a 2019. Expedito analisa hábitos e costumes, vivências, de uma enorme gama de frequentadores das bodegas, as dificuldades e depoimentos dos bodegueiros, que tiveram suas vidas voltadas para o trabalho e foram decisivos para o abastecimento de diversas famílias.

No decorrer da obra, o autor não esconde o sentimento saudosista que tem daqueles estabelecimentos  que vão cedendo espaço a prédios comerciais,  residenciais e outros, tornando-se cada vez mais escassos com a chegada das grandes redes varejistas, e que serviram como cenário para acontecimentos que marcaram a sociedade aracajuana, alguns deles narrados no livro.

“Com o aparecimento dos supermercados, que trouxeram facilidade nas compras e novidades, as bodegas começaram a desaparecer aos poucos ou foram empurradas para a periferia. As rápidas transformações que aconteceram em Aracaju afetaram sensivelmente as bodegas e despertaram em mim a necessidade de registrar essas mudanças. Aproveitei o ensejo para escrever acerca dos biriteiros, bodegueiras, bodegueiros, fornecedores, fregueses e sobre uma enorme gama de figuras carismáticas do universo das bodegas”, explicou o autor.

Segundo o presidente da Academia Sergipana de Letras, José Anderson Nascimento, Expedito contribui para o resgate da história de Sergipe. “Ao colecionar os relatos de vivência dos participantes desse processo histórico do comércio varejista da cidade, o escritor contribui para a formação cultural de Sergipe, oferecendo um amplo campo de pesquisa para os interessados”, afirmou.

O livro Memórias de Aracaju Bodegas é patrocinado pelo Sistema Fecomércio-Sesc-Senac, que tem em seu presidente, Laércio Oliveira, um defensor deste tipo de estabelecimento comercial como um importante instrumento do desenvolvimento da economia. “Por meio de seus negócios, movimenta-se o mercado, o comércio atacadista e distribuidor, promovendo a geração de emprego. A bodega inspira outros empreendedores a abrirem negócios, criando sólida aceleração no ciclo produtivo”, declarou Laércio.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa

Mais Notícias de Brasil e Mundo
18/09/2019 09:20 Dodge pede federalização da investigação do assassinato de Marielle
Raquel Dodge encerrou nesta terça-feira (17) mandato de dois anos na PGR
17/09/2019 21:15 Arábia Saudita anuncia compra de frutas, castanhas e ovos do Brasil
Produtos representam um mercado potencial superior a US$ 2 bilhões
17/09/2019 16:10 Desmatamento na Amazônia é comandado por redes criminosas, diz ONG
Falta de apuração de mortes e ameaças contribuem para ação criminosa, aponta relatório
16/09/2019 16:47 Sobe para 12 número de mortos em incêndio em hospital do Rio
Incêndio atingiu prédio do Hospital Badim, na zona Norte da cidade
16/09/2019 16:43 Bolsonaro deixa hospital em São Paulo e volta para Brasília
Presidente passou por cirurgia de correção de uma hérnia incisional