Sergipe
Tribunal recebe as contas de 2018 do Governo do Estado
A conselheira Angélica Guimarães será a relatora da matéria
Política 13/06/2019 18:05

O presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE), conselheiro Ulices Andrade, recebeu na manhã desta quinta-feira (13), as contas do Governo do Estado referentes ao exercício 2018. A entrega simbólica foi feita pelo secretário de Estado da Transparência e Controle, Alexandre Brito de Figueiredo. A conselheira Angélica Guimarães será a relatora da matéria. 

"Agradecemos a atenção do secretário que veio aqui pessoalmente fazer a entrega dentro do prazo; agora vamos dar o devido encaminhamento para que nosso corpo técnico possa fazer sua análise", comentou o presidente do TCE. 

A análise da Corte de Contas irá verificar a gestão orçamentária, patrimonial e financeira, bem como o cumprimento dos limites constitucionais e legais dos gastos com saúde, educação e pessoal. O documento final servirá de base para o julgamento pela Assembleia Legislativa, a quem compete aprovar ou rejeitar as contas do Governo.

No gabinete do presidente do TCE, o secretário da Transparência e Controle enfatizou que o envio das contas por meio digital já foi feito um dia antes. 

"Já enviamos por meio do Sagres [sistema de auditoria do TCE] e hoje fizemos questão de vir trazer também a prestação física dentro do prazo legal, mostrando transparência e controle para a sociedade", destacou Alexandre Figueiredo.
 

Fonte: Ascom TCE

Mais Notícias de Política
23/07/2019 11:46 Celular do ministro Paulo Guedes é hackeado
22/07/2019 10:30 Bolsonaro diz que não há constrangimento em visitar a Bahia
Presidente disse que Nordeste é "sua terra"
18/07/2019 16:46 Bolsonaro anuncia inclusão de autistas no Censo 2020
Atualmente, não existem dados oficiais sobre autistas no Brasil
17/07/2019 19:19 Governo quer reduzir alíquota do IR para máximo de 25%, diz Bolsonaro
Presidente falou também sobre novas regras para saques do FGTS
17/07/2019 18:47 Mais de 20 mil eleitores precisam regularizar o título em Sergipe
Este ano, 24.326 pessoas tiveram o título cancelado por não votar ou não justificar a ausência