Senado aprova multa para quem paga salário diferente para mulher
A proposta segue para a análise da Câmara dos Deputados.
Política| Por Agência Brasil 14/03/2019 07:55

O plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (13) projeto de lei que endurece a cobrança sobre empregadores que não pagam salários iguais para homens e mulheres. A proposta segue para a análise da Câmara dos Deputados. 

O texto pretende assegurar o que estabelece a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), que prevê salário igual para homens e mulheres na mesma função e na mesma atividade.

De acordo com o projeto, de autoria do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), cada caso precisará ser apurado em ação judicial e, se constatada a ilegalidade, a empresa será punida com a aplicação de multa em favor da funcionária prejudicada. O valor deverá corresponder ao dobro da diferença salarial verificada mês a mês.

Segundo o senador, a diferença salarial média entre homens e mulheres chega a 23% nas micro e pequenas empresas, saltando para 44,5% nas médias e grandes. Os dados integram o Anuário das Mulheres Empreendedoras e Trabalhadoras em Micro e Pequenas Empresas de 2014.

Mais Notícias de Política
23/03/2019 11:32 Decreto regulamenta transporte náutico na Orla Pôr do Sol
Propósito é organizar e fortalecer cadeia turística na região
22/03/2019 07:41 Aprovada lei que fixa prazo para notificar violência contra mulher
Projeto foi aprovado pelo Senado e volta para análise da Câmara
21/03/2019 20:53 Laércio: abertura de capital nas empresas aéreas ajuda a movimentar o turismo
21/03/2019 19:01 Prefeito autoriza construção de ponte de povoados em São Cristóvão
Com investimento de R$ 264 mil, obra deve ser concluída em seis meses
21/03/2019 11:22 Ex-presidente Michel Temer é preso pela força-tarefa da Lava-Jato