(79) 99659-0055
Economia
10/11/2017 13:00:00- Atualizado em 10/11/2017 12:58:34
Décimo-terceiro deve injetar R$ 1,5 bilhão na economia em Sergipe

Por Saullo Hipolito*

O tão esperado décimo-terceiro salário deve injetar cerca de R$ 1,5 bilhão na economia sergipana até dezembro, um acréscimo de 3,8% em relação ao ano passado. A informação é do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), que estima ainda uma média de 733 mil sergipanos beneficiados, entre trabalhadores da iniciativa privada e do serviço público.

Conforme previsto legalmente, a grande maioria receberá a primeira parcela em 30 de novembro e a segunda no dia 20 de dezembro. Cerca de R$ 926 milhões do valor injetado na economia correspondem ao abono dos trabalhadores da iniciativa privada, juntamente com os servidores da administração pública. Cerca de R$ 500 milhões serão destinados aos aposentados e pensionistas. Dos 58 mil trabalhadores domésticos existentes no estado, apenas 12 mil receberão o décimo terceiro, estima o Dieese, isso por conta da necessidade da assinatura da carteira de trabalho.

Uma parte do Regime Geral, pensionistas e aposentados, recebeu a primeira parcela no mês de setembro, bem como servidores do Estado, que receberam na data de seus respectivos aniversários. Algumas categorias, de acordo com a lei, no momento em que saem de férias, recebem a primeira parcela.

Natal

O SPC Brasil realizou uma pesquisa entre os consumidores e constatou que aproximadamente cem milhões de pessoas vão comprar presentes no Natal, um gasto total de R$ 52 bilhões. Em média serão 4,5 presentes no Natal, correspondendo a R$ 108 de investimento.

A novidade da pesquisa é que a maioria das compras será efetuada por meio da internet, pela facilidade do acesso. As lojas físicas poderão sofrer uma rejeição maior, servirão apenas como comparativo. Já existe uma queixa dos donos de shopping, porque os usuários só estão testando os produtos que querem comprar pela internet.

Nível Brasil

O pagamento do décimo terceiro salário deve injetar cerca de R$ 200,5 bilhões na economia brasileira este ano, um crescimento de 4,7% na comparação ao ano passado. O valor previsto corresponde a cerca de 3,2% do Produto Interno Bruto (PIB) do país. Vale ressaltar que o levantamento não considera trabalhadores autônomos e assalariados sem carteira que podem receber algum tipo de abono de fim de ano.

Cerca de 83,3 milhões de brasileiros devem receber o décimo-terceiro salário, beneficiários da Previdência Social e aposentados e pensionistas da União, dos estados e dos municípios. Em média, cada trabalhador receberá cerca de R$ 2,25 mil.

Do total a ser pago, R$ 132,7 bilhões (66,2%) são destinados a trabalhadores formais. O restante, cerca de R$ 67,7 bilhões (33,8%), será pago a aposentados e pensionistas.

Praticamente a metade do montante (49,4% do total) será destinada a trabalhadores nos estados da Região Sudeste, seguido pela Região Sul (16,2%), Nordeste (15,9%), Centro-Oeste (9%) e Norte (4,7%). Os beneficiários do regime próprio da União vão receber 4,9% da quantia.

O maior benefício médio deverá ser pago no Distrito Federal, onde os trabalhadores ou aposentados receberão cerca R$ 4,2 mil. O menor valor deverá ser pago no Maranhão e no Piauí, onde a média é de cerca de R$ 1,5 mil. Os valores médios desconsideram os aposentados por regime próprio dos estados e dos municípios.

No estado de São Paulo, cerca de R$ 58,2 bilhões deverão ser injetados até o final deste ano com o décimo-terceiro salário, o que corresponde a 29% do total.

Fonte: Agência Brasil

* Estagiário sob supervisão da jornalista Fernanda Araújo

Notícias em Sergipe
Outras notícias sobre Economia
ColunistasVer todos
Mais Entretenimento
Notícias em Sergipe
Notícias em Sergipe
Notícias em Sergipe
Notícias em Sergipe
Notícias em Sergipe
F5 News - © 2016.
criação de site