(79) 99659-0055
Economia
12/08/2017 12:00:00- Atualizado em 12/08/2017 11:30:52
Mais de 60% dos sergipanos devem comprar presentes para os pais
Expectativa é que data movimente mais de R$ 10 bilhões na economia do país

Por F5 News

O Dia dos Pais é festejado neste domingo (13) e, a exemplo do que se verifica em outras datas comemorativas, representa um fôlego para o comércio. Em Aracaju (SE), os empresários do setor estão otimistas, com a expectativa de que as vendas cresçam em até 2% no período. De acordo com a Pesquisa de Endividamento e Intenção de Consumo (PEIC), realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Sergipe (Fecomércio), 61,1% dos sergipanos pretendem realizar compras para comemorar o Dia dos Pais.

A média sergipana é maior que a nacional - de 57%, segundo levantamento realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).  A estimativa é de que as compras do Dia dos Pais movimentem aproximadamente R$ 10,7 bilhões nos setores do comércio e serviços.

Entre as opções de presentes os itens mais procurados são roupas (40%), perfumes e cosméticos (16%), e calçados (16%). Em seguida aparecem os acessórios masculinos, como cintos, óculos, carteiras e relógios (14%), vale-presentes (4%) e as comemorações em restaurantes (4%).

A pesquisa também mostra um percentual relevante de indecisos: um em cada cinco entrevistados (22%) não sabe ou ainda não decidiu o que pretende comprar para o pai. "Os que não manifestaram a intenção de comprar presentes somam 41% da amostra e os que ainda não sabem são 2%. No ano passado, o percentual de brasileiros que presentearam os pais foi de 49%", afirmou Gilson Figueiredo, do Sindilojas, ao apontar os dados da pesquisa.

Os estudos também sugerem cautela do brasileiro na hora de ir às compras, já que a maior parcela dos entrevistados que irão presentear (38%) pretende gastar o mesmo valor desembolsado em 2016 e 26% planejam até mesmo diminuir os gastos.

De acordo com a sondagem, apenas 13% dos consumidores planejam gastar mais do que há um ano. “Como a maior parte dos brasileiros não deverá ampliar seus gastos, cabe aos varejistas compreender as limitações financeiras dos consumidores a fim de estimulá-los às compras. O consumidor está cauteloso e é importante oferecer opções de menor custo para presentear nas datas comemorativas”, afirma o presidente da CNDL, Honório Pinheiro. 

 

Notícias em Sergipe
Outras notícias sobre Economia
ColunistasVer todos
Mais Entretenimento
Notícias em Sergipe
Notícias em Sergipe
Notícias em Sergipe
Notícias em Sergipe
Notícias em Sergipe
F5 News - © 2016.
criação de site