(79) 99659-0055
Cotidiano
17/06/2017 15:23:00- Atualizado em 17/06/2017 11:24:55
Ponte na divisa entre Aracaju e Socorro passa por reforma

Com o objetivo de assegurar o direito de ir e vir e garantir a segurança de motoristas e pedestres, o Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura e do Desenvolvimento Urbano (Seinfra) em parceria com a Companhia Estadual de Obras Públicas (CEHOP), está executando a recuperação estrutural da ponte José Rollemberg Leite entre os municípios de Aracaju e Nossa Senhora do Socorro.

Situada entre o bairro Coqueiral na capital sergipana e o Conjunto Marcos Freire II na cidade vizinha, a ponte tem 369 metros de extensão por 14,50 de largura, por onde transitam diariamente milhares de veículos de pequeno, médio e grande porte e é o principal acesso entre a Zona Norte e o Centro de Aracaju e o segundo município mais populoso do Estado.

Com investimentos na ordem de R$ 2.339.879,70, provenientes de recursos estaduais, os serviços consistem na recuperação estrutural das estacas, sapatas e pilares de concreto armado, tratamento das juntas de dilatação da laje de concreto armado, tratamento de fissuras estabilizadas e juntas inativas, acabamento de superfície de concreto projetado, recuperação de placas de concreto armado pré-moldadas dos passeios e pintura dos guarda-corpos e guarda-rodas.

Prazo estabelecido

De acordo com o secretário de Estado da Infraestrutura, Valmor Barbosa, uma nova etapa dos serviços será iniciada nos próximos dias. “Já realizamos a inspeção em quatro dos 15 pilares que sustentam a ponte. Paralela à verificação dos demais, implantaremos as braçadeiras na base destes pilares, pouco acima do nível da água, para que só então efetuemos a atividade principal”, explica.

Ele diz que os métodos a serem empregados são bastante criteriosos. “O processo consiste no lixamento e escariação da estrutura até chegar às ferragens danificadas. Feito isso, aplica-se um produto anticorrosivo e em seguida outro à base de epox (substância que une a ferragem e o cimento) deixando os pilares protegidos e livres de outra oxidação. Após a purificação dos resíduos é feito outro lixamento, prepara-se uma nova base de cimento e só então os pilares estarão completamente recuperados. Porém, como dependemos da variação da maré e intensidade dos ventos, o prazo de execução de 100 dias poderá se estender um pouco mais”, detalha.

Valmor Barbosa ressalta que o Executivo Estadual tem atuado de forma efetiva nessa área. “O governador Jackson Barreto reconhece a necessidade em executar frequentemente reparos técnicos em intervenções desse tipo. Além da vistoria regular nas pontes sob responsabilidade do Governo do Estado nos oito territórios, somente nos últimos 12 meses na Grande Aracaju, além dos serviços manutenção regular nas pontes Aracaju/Barra dos Coqueiros e Joel Silveira, recuperamos as pontes sobre o Rio Poxim nos bairros São Conrado e Augusto Franco e, recentemente, fizemos um trabalho similar na outra ponte sobre o Rio do Sal, entre o bairro Lamarão e o Conjunto João Alves, também no município de Nossa Senhora do Socorro, somando aproximadamente R$ 4 milhões”, enfatiza.

Fonte: Agência Sergipe

Notícias em Sergipe
Outras notícias sobre Cotidiano
ColunistasVer todos
Mais Entretenimento
Notícias em Sergipe
Notícias em Sergipe
Notícias em Sergipe
Notícias em Sergipe
Notícias em Sergipe
F5 News - © 2016.
criação de site