Rodrigo Rocha
11/09/2017 07:00:00
Gestão Eficaz do Tempo

A gestão empresarial e da própria carreira exige a superação de diversos desafios. Porem um importante desafio para que o sucesso ocorra de forma menos traumática é conseguir realizar a gestão eficaz do tempo. Existem diversas técnicas diferentes e infelizmente não existe uma receita infalível, pois cada pessoa tem um perfil diferente.

 

A gestão do tempo se torna ainda mais difícil pela velocidade e quantidade das informações que estão disponíveis, gerando muita confusão sobre quais devem ser levadas consideração para as decisões de curto médio e longo prazo.

 

Não existe uma forma que impeça os desvios para se conseguir resolver todas as dificuldades de controlar o tempo, pois além dos próprios compromissos, existem demandas que surgem sem aviso prévio e exigem dedicação de um tempo que pode não estar dentro do planejado.

 

Apesar destas dificuldades, existem algumas dicas que podem reduzir as barreiras do caminho da gestão eficaz do tempo. Um primeiro passo é definir as prioridades e as ordenar de forma minimamente estruturadas em um cronograma, que não pode, em hipótese alguma, ser apenas um esboço mental, sendo necessário estar escrito em um lugar de acesso fácil e rápido, para poder ser sempre visualizado e, assim, reduzir as fugas no meio do caminho e facilitar o retorno a estas prioridades, sempre que as barreiras surgirem.

 

Para complementar esta dica, como os smartphones estão sempre por perto e existem diversos aplicativos que podem ajudar neste controle dos compromissos, vale à pena usar a mesma tecnologia que pode ser uma grande fonte de distração, como uma aliada no controle do tempo.

A depender da realidade vivida, esse controle pode ser através atividades rotineiras, com tempos fixados, ou pode ser em um nível mais agregado com “pacotes de atividades” pré-definidos, dentro de uma determinada área de atenção.

 

Exemplificando, para quem desenvolve atividades mais previsíveis, pode-se definir os principais padrões de entrega, apontando o tempo máximo delas e deixando sempre tempo para analisar os resultados e planejar as atividades do dia seguinte.

 

Já um empresário ou um gestor de uma área, com várias atividades desempenhadas por outras pessoas, deve criar uma rotina de acompanhamento para avaliação e direcionamentos, para que os resultados sejam alcançados com a maior eficiência possível. Nestas posições geralmente é essencial já prever, um tempo mínimo livre para demandas não programadas. A falta de tal previsão é uma das maiores responsáveis pela sensação que muitos possuem de nunca conseguirem finalizar suas atividades. Essa previsão, aliada com um bom planejamento, permite uma visão clara de onde se parou, voltando com maior rapidez ao foco. Caso o tempo previsto, para essas atividades não programadas, não seja utilizado, já será possível adiantar a atividade seguinte da lista de prioridades, gerando a boa sensação de gestão eficaz do próprio tempo.

 

A dificuldade de muitas pessoas para ter controle passa justamente pela falta de clareza das prioridades e por acabar querendo fazer tudo ao mesmo tempo, faltando foco. Com uma estrutura de prioridades bem definida é possível realizar o controle do foco, utilizando-se a lógica de não fugir para outras atividades, antes de finalizar a atual, devendo-se seguir a filosofia do “aqui e agora”, sempre que se perceber que está fugindo para outra atividade.

 

Cabe destacar, para finalizar, que estas são apenas algumas dicas para iniciar no caminho da gestão eficaz do tempo, sendo necessário um autoconhecimento muito grande, descobrindo quais são os maiores inimigos nesta jornada e encontrar soluções para superar todos os desafios do gerenciamento do tempo, que se impõem diariamente.

Mais do Colunista Rodrigo Rocha:
Colunista Rodrigo Rocha
Rodrigo Rocha
Doutorando em Ciência da Propriedade Intelectual, possui Graduação em Ciências Econômicas (2005) e Mestrado em Economia (2008) pelo Programa de Mestrado em Desenvolvimento Regional e Gestão de Empreendimentos Locais pela Universidade Federal de Sergipe. Atualmente é Superintendente do Instituto Euvaldo Lodi - Núcleo Regional de Sergipe (IEL/SE), Coordenador do Núcleo de Informações Econômicas e Supervisor do Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES). Lecionou diversas disciplinas em cursos de níveis tecnológico, graduação e MBA. Tem formação em Coaching e Mentoring, experiência em Pesquisas Econômicas diversas e realiza palestras nas áreas de Desenvolvimento Econômico, Gestão de Empreendimentos Locais, Gestão da Inovação e Gestão de Carreiras.

 

O conteúdo desta publicação é de responsabilidade do colunista.

Notícias em Sergipe
Notícias em Sergipe
Notícias em Sergipe
Notícias em Sergipe
Notícias em Sergipe
F5 News - © 2016.
criação de site