Sergipe registra mais de cinco colisões em postes por semana
Acidentes prejudicam milhares de pessoas que ficam ser fornecimento de energia elétrica
Cotidiano| Por Will Rodriguez 13/06/2018 14:35 - Atualizado em 13/06/2018 17:55

Um carro de passeio colidiu em um poste da rede de energia elétrica em Nossa Senhora da Glória, na noite desta terça-feira (12). Por sorte, o acidente não teve vítimas, mas interrompeu o serviço de distribuição de energia em cinco povoados da zona rural do município sertanejo. Segundo levantamento da Energisa, cerca de 300 ocorrências desse tipo são registradas por ano em Sergipe, uma média de 5.7 acidentes a cada semana.

No caso dessa terça, pelos cálculos da concessionária de energia, quase seis mil pessoas ficaram sem energia. O condutor de um Ford Fiesta preto perdeu o controle da direção e colidiu com um poste, que veio a baixo e trouxe consigo outra estrutura. A queda dos dois postes ocasionou o rompimento de 7 vãos de cabos de energia elétrica no trecho.

O serviço já foi normalizado, mas para que a população fique sem energia o menor período de tempo possível, as equipes técnicas realizam transferências de carga de outras regiões. “Temos a condição tecnológica de fazer manobras. A gente pega a energia de outras áreas e transfere para o local danificado para tentar reabastecer o mais rápido possível”, explica o assessor de comunicação da Energisa, André Brito.

Além da imprudência por direção sob efeito de álcool, o uso do celular  ao volante também  tem sido grande motivador das colisões frontais em postes de iluminação pelas cidades. “É quase uma colisão em poste por dia durante o ano. Esse ano já foram mais de 100”, reitera Brito.

Quando o autor da colisão é identificado, a Energisa entra com processo judicial para que o acusado pague pelos prejuízos causados. “O valor depende muito da estrutura do poste. Porque tem os mais simples, mas, tem os postes com cabo de 13.800V. Então pode variar entre R$ 1.500 a R$ 8 mil a depender da estrutura. A Energisa troca o poste na mesma hora, porque não pode deixar o local desassistido, mas o processo com o motorista demora”, afirma.

Segundo a empresa, em caso de acidente com poste, se houver queda de cabos, é mais seguro permanecer no interior do veículo, sem tocar nas partes metálicas, até o atendimento por parte das equipes. A Energisa também orienta que, em hipótese alguma, as pessoas se aproximem de cabos elétricos ou estruturas caídas, pois podem estar energizados. A atitude correta é informar a situação à Energisa, no 08000 79 0196 ou pelo aplicativo Energisa ON, para que a empresa tome todas as providências necessárias.

Mais Notícias de Cotidiano
11/12/2018 16:15 Atirador do ataque em Campinas (SP) tinha 49 anos e morava em cidade vizinha
Euler Fernando Grandolpho trabalhava como analista de sistemas; motivação do crime está sendo investigada
11/12/2018 16:12 Pesquisa revela que 43% dos idosos respondem pelo sustento da casa
De acordo com a pesquisa, no Brasil, sete em cada 10 idosos são beneficiados pela aposentadoria atualmente
11/12/2018 16:05 Estudo indica que zika pode provocar infertilidade em homens
O estudo não é conclusivo e aponta a necessidade de que novas pesquisas sejam feitas
11/12/2018 15:05 Polícia prende suspeito de arrombamento comerciais em Canindé
Homem disse à polícia que a maior parte dos roubos era negociada em droga
11/12/2018 13:35 Mesmo com denúncias, centro de João de Deus manterá atendimentos
Médium é acusado de abuso sexual por dezenas de mulheres que buscaram tratamento espiritual