Sergipanos acusados de fraudar locação de veículos são presos
Dupla integra quadrilha que atuava em pelo menos seis estados. Esquema foi descoberto no Pará
Cotidiano| Por Fernanda Araujo 12/03/2019 10:48 - Atualizado em 12/03/2019 13:45

Dois suspeitos de alugar veículos e fazer a transferência destes com documentação falsa foram presos nesta terça-feira (12) em Sergipe, em uma operação desencadeada pela Delegacia de Combate ao Crime Organizado do estado do Pará.

A dupla é acusada de fazer parte de uma quadrilha que atua em pelo menos seis estados do país, com a ação de funcionários do Detran do estado paraense. Até o momento, 22 pessoas foram presas, duas delas em Aracaju e na cidade de Capela, identificados como Márcio Henrique Santos Fontes e Robervan Cruz dos Santos, respectivamente.

Segundo o delegado Kássio Viana, da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos (DRFV) de Sergipe, esta é a primeira fase da Operação Loc realizada nas cidades de Aracaju e Capela (SE), Belém (PA), Macapá (AP), Imperatriz (MA), Arapiraca (AL) e em Riachão do Jacuípe (BA). A polícia diz que ainda não foi comprovada a participação de funcionários do órgão de trânsito no estado sergipano e que as investigações estão em andamento.

Cerca de 70 veículos que foram desviados pelos suspeitos para o Pará com documentos lá falsificados foram recuperados com a quadrilha, número que pode ser ainda maior. Com um dos sergipanos, um carro Renegade branco foi apreendido, que teria sido alugado em Aracaju.

O esquema era articulado juntamente com funcionários do Detran do Pará. “Eles alugam o carro nas locadoras, conseguiam junto com documentos de compra e venda falsos transferir esses carros para nomes de laranjas, daí para frente legalizam os veículos e vendiam a terceiros”, explica o delegado. A polícia ainda não revelou o estado onde o esquema era liderado.

Essa tem sido uma fraude comum contra locadoras de veículos em vários estados, inclusive Sergipe. Segundo o delegado diversas ocorrências já foram registradas pelas locadoras. Entre elas está o caso do “estelionatário do amor” Alex Fabiano Francisco da Silva, preso em janeiro deste ano após dar um prejuízo de cerca de R$ 200 mil por vender ou trocar veículos que eram alugados. O delegado diz ainda que não existe nada de concreto sobre a participação de funcionários do Detran de Sergipe nesses esquemas.

“Nesse tipo de fraude, quando consegue fazer a transferência, esses veículos não têm restrição de roubo e furto porque foram desviados de forma fraudulenta, então isso facilita muito a vida dos golpistas. Mas com esse trabalho que está sendo feito na delegacia do Pará, em conjunto com outros estados, a tendência é diminuir essas ocorrências. É provável que tenha envolvimento de funcionários do Detran de vários estados, mas pode ocorrer de uma falsificação ser tão bem feita que passe pela vistoria sem perceber”, ressalta Viana.

O delegado disse ainda que existe a suspeita de que um dos presos, Robervan Cruz dos Santos, seria ex-secretário do município de Capela, na administração da atual prefeita Silvany Mamlak. O F5 News apurou, através do Decreto publicado no Diário Oficial do município em setembro de 2017, que o preso chegou a ser exonerado da Secretaria de Cultura e depois nomeado como secretário adjunto de Secretaria de Defesa Social.

 

 

Mais Notícias de Cotidiano
24/03/2019 09:31 Suspeito de estupro morre em confronto com a polícia em Glória
Homem tinha passagem por homicídio e já teria tentado estuprar a vítima
23/03/2019 23:02 Corrida Cidade de Aracaju bate recorde com 4 mil corredores
Participantes fizeram os tradicionais trajetos de 5, 10 e 24 km
23/03/2019 18:30 Renato Russo recebe homenagem em selo dos Correios
Lançamento será no dia 27, quando cantor faria 59 anos
23/03/2019 14:12 Bordadeiras de Tobias Barreto expõem em stand da Seagri
Projeto começou a ser elaborado entre associação e equipe de Dom Távora
23/03/2019 12:06 PC prende acusado de homicídio e segundo envolvido continua foragido
Eles teriam assassinado adolescente de 16 anos com requintes de crueldade