Abate Final
Prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho, é preso pelo Deotap
Investigações identificaram desvio de quase R$ 6 milhões da Prefeitura de Itabaiana
Cotidiano| Por F5 News 07/11/2018 06:42 - Atualizado em 07/11/2018 12:52

Uma operação da Polícia Civil prendeu, na manhã desta quarta-feira (7), o prefeito do município de Itabaiana, Valmir de Francisquinho. A Operação Abate Final investiga um desvio anual de quase R$ 2 milhões da Prefeitura Municipal de Itabaiana em decorrência de desvios de taxas recolhidas no matadouro da cidade do agreste sergipano.

A ação é fruto de uma investigação do Departamento de Crimes Contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap) com a Promotoria do Patrimônio Público e o Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco).

Além do prefeito de Itabaiana, Valmir dos Santos Costa, outro preso foi o secretário de Agricultura de Itabaiana, Erotildes José de Jesus. Também foram presos Jamerson da Trindade Mota, Breno Veríssimo Melo de Jesus e Manoel Messias de Souza.

Segundo os investigadores do Deotap, entre os anos de 2015 a 2017 foram abatidos, por ano, entre 2.500 a 3.900 animais, recolhendo entre R$ 24 mil a R$ 39 mil. Era cobrada aos boiadeiros a taxa de R$ 50 sem observar as formalidades legais, mas na prática apenas R$ 10 eram recolhidos para os cofres da Prefeitura. O valor recolhido envolve também o recolhimento dos resíduos dos animais. 

Mais detalhes sobre a investigação serão repassados para a imprensa em entrevista coletiva.

Mais Notícias de Cotidiano
23/04/2019 20:48 Saúde destaca importância da vacina na prevenção da meningite
Este ano, Sergipe já registrou seis casos da doença e uma morte
23/04/2019 18:54 Suspeito do desaparecimento do tio é preso em Poço Verde
23/04/2019 18:34 Instalação dos semáforos inteligentes deve ser concluída em agosto
23/04/2019 18:00 Defesa Civil alerta para chuvas em 67 municípios
23/04/2019 17:33 Conselheira determina fiscalização em feiras livres de 14 municípios
Confira quais cidades do interior sergipano vão receber a inspeção do TCE