Investigação
Polícia identifica carro usado por bandidos que mataram sargento Bispo
Nenhum suspeito foi preso até o momento. Denúncias podem ser feitas pelo 181
Cotidiano| Por F5 News 11/01/2019 11:42 - Atualizado em 11/01/2019 12:49

A Polícia Civil já identificou e está trabalhando nas imagens do carro usado pelos criminosos envolvidos na tentativa de assalto que resultou na morte do sargento Ronaldo Bispo, esta semana, no município de Itaporanga D’Ajuda, na região metropolitana de Aracaju (SE).

O veículo usado na fuga dos marginais é um Volkswagen modelo Crossfox de cor preta que foi visto em alta velocidade pela rodovia minutos após o crime. As investigações são conduzidas pelo Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope), que já começou a ouvir testemunhas, mas mantém os detalhes em sigilo para não comprometer o andamento da apuração.

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) descartou, nesta sexta-feira (11), a participação de um suspeito detido ontem (10) na cidade de Carmópolis por cárcere privado. Informações podem ser passadas de forma anônima através do Disque Denúncia 181.

Imagens das câmeras de segurança mostram a ação dos criminosos em frente a um estabelecimento comercial no povoado Nova Descoberta, zona rural do município da Grande Aracaju. Veja:

 

Mais Notícias de Cotidiano
22/03/2019 18:28 Veterinário invade propriedade rural e mata dois cães em Riachão (SE)
Os animais teriam invadido residência do veterinário e comido algumas galinhas
22/03/2019 18:28 Órgãos de SE negam contaminação por rejeitos de Brumadinho no São Francisco
Adema contesta Fundação SOS Mata Atlântica e diz que Comitê acompanha a análise da água
22/03/2019 18:00 Sesc reúne profissionais da arte em Aracaju
Encontro será nos dias 04 e 05 de abril, no salão de eventos do Hotel Sesc Atalaia
22/03/2019 15:57 Sergipe registra mais de 830 casos e quase 50 mortes por tuberculose em 2018
Este ano já foram registrados 131 novos casos da doença em todo estado
22/03/2019 15:19 Tráfico: casal é preso com maconha, crack e cocaína em Umbaúba
Uma denúncia anônima através do número 181 levou os policiais até a dupla