Mais um ônibus é assaltado em Aracaju
Esse já é o sexto assalto registrado no mês de maio
Cotidiano| ​Por Saullo Hipolito* 16/05/2018 12:00 - Atualizado em 16/05/2018 12:20

Na noite desta terça-feira (15), em fim de expediente, o ônibus que faz a linha Jardins/ Osvaldo Aranha (704) foi assaltado por um casal de criminosos nas proximidades do viaduto da saída de Aracaju. Esse já é o sexto assalto com registro de ocorrência feito na Polícia Militar no intervalo de 13 dias na Grande Aracaju.

Segundo as vítimas, a mulher ameaçava a todo o momento retirar uma arma de fogo da bolsa e exigia o dinheiro do caixa do ônibus. Após conseguir, o casal fugiu levando cerca de R$ 22, renda total do ônibus no momento.

Na noite de segunda-feira (14), criminosos dispararam diversas vezes contra o ônibus fazendo o motorista parar o veículo e, com violência, roubaram os pertences dos passageiros.

Os outros quatro assaltos aconteceram no início do mês, dois registrados no dia 3. Em um dos roubos, um passageiro saiu ferido, outros dois foram registrados no dia 9, quando os criminosos utilizaram armas brancas.

Boletins de ocorrência são sempre importantes nesses casos, para que a apuração feita pela polícia tenha maior efetividade. Populares com informações podem entrar em contato, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.

*Estagiário sob supervisão da jornalista Fernanda Araujo.

Mais Notícias de Cotidiano
17/08/2018 06:48 Idoso morre vítima de picada de cobra na cidade de Propriá (SE)
Ele chegou a ser encaminhado para uma unidade hospitalar, mas não resistiu
16/08/2018 18:30 Bloqueio de rua prejudica atendimento de usuários no Ciras
Por semana, o Centro de Integração Raio do Sol presta assistência a 600 pessoas com deficiência
16/08/2018 18:05 Novas decisões judiciais tumultuam concurso para soldado da PM
Governo diz que vai recorrer de todas as decisões e data do TAF está mantida
16/08/2018 17:25 Suspeito morre em confronto com a PM na zona de expansão
16/08/2018 15:30 Transporte escolar: fraude em licitações gerou sobrepreço de R$ 75 milhões
Doze empresas são acusadas de fraudar contratos celebrados com a Secretaria da Educação de SE