Escola de samba de SP faz homenagem ao município de Itabaiana
Cotidiano 11/02/2018 13:17 - Atualizado em 11/02/2018 13:22

Por F5 News

O município sergipano de Itabaiana foi destaque no desfile da escola de samba Rosas de Ouro que, na noite deste sábado (10), levou para o Anhembi, em São Paulo, um enredo sobre a vida dos caminhoneiros no Brasil.

A cidade do agreste sergipano deu nome a uma das 25 alas, batizada de “Itabaiana, a capital nacional do caminhão”, mostrando toda a jornada dos motoristas, desde o momento em que sai de casa, passando pelos problemas na estrada, até o retorno ao lar.

O padroeiro dos motoristas, São Cristóvão, foi o tema do carro abre-alas puxado por duas carretas douradas. A bateria, fantasiada de Polícia Rodoviária, mostrou bela coreografia no recuo, enquanto "parava" o resto da escola. A dupla sertaneja Maiara e Maraisa conduziu o último carro do desfile que representava o retorno dos caminhoneiros para casa.

O secretário de Cultura e Turismo de Itabaiana, Carlos Eloy Filho, esteve presente no sambódromo e considerou “muito emocionante ver a história de vida de muitos itabaianenses ser contada por uma das escolas de samba mais reconhecidas do Brasil”.

*Com informações do G1
Foto: Ardilhes Moreira/G1

Mais Notícias de Cotidiano
13/08/2018 20:00 Projeto de Lei que garante estabilidade aos servidores da FHS é enviado para Alese
O Projeto garante o vínculo funcional com a Fundação Hospitalar de Saúde e o mesmo regime celetista atual
13/08/2018 16:30 GTA receberá aeronave de pequeno porte para patrulhamento na Grande Aracaju
Helicóptero tipo Schweizer 300 foi doado pela Senasp e dará apoio às equipes da PM e PC em operações
13/08/2018 15:55 Policial que matou flanelinha em loja de Aracaju é preso
Crime aconteceu em dezembro de 2017, em uma loja na 13 de Julho, em Aracaju
13/08/2018 15:35 Saiba quando será realizado o TAF do Concurso de Soldado da PM/SE
Decisão do Tribunal de Justiça garantiu continuidade do concurso público
13/08/2018 15:35 Morte em vaquejada gera protestos em Brejo Grande (SE)
População contesta versão da Polícia Militar sobre confusão durante a festa