Diretora agredida em sala de aula é ouvida por delegada
Cotidiano 10/04/2018 16:15 - Atualizado em 10/04/2018 16:20

Por F5 News

Foi ouvida nesta terça-feira (10), pela delegada Michele Araújo, de Malhada dos Bois (SE), a professora Vânia Corrêa, agredida dentro da sala de aula pela mãe de uma aluna na semana passada. As agressoras ainda serão ouvidas e o processo deve ser encaminhado à justiça ainda esta semana.

De acordo com o professor Vanderlei Silva, coordenador da subsede do Sintese, durante o depoimento, alunos e professores realizaram um ato em frente à delegacia do município em solidariedade à professora. As aulas foram suspensas e retomam nessa quarta-feira.

A agressão ocorreu na  quarta-feira (04), na Escola Municipal Santa Maria, no povoado Cruz da Donzela, depois que a aluna teria sido flagrada furtando uma bolsa. Em seu relato a professora, também diretora da escola, disse que tentava explicar o tinha acontecido, quando a mãe da menina partiu para agressão.  

“Ao tentarmos conversar e esclarecer os fatos, ela estupidamente não aceitou o que estava sendo contado pela funcionária e partiu pra agressão física... Eu levei tapas e chutes, e um de nossos professores que partiu em minha defesa segurando a estudante, também foi agredido com um chute. Algo lamentável.”, relatou.

A diretora ainda desabafou dizendo que o comportamento da estudante é reflexo da má educação que muitos pais vêm dando aos filhos. “Lamentável que nós educadores que lutamos sempre por uma educação, decente, digna e com qualidade para nossos estudantes, tenhamos que passar por situações como essa. Violência gratuita e intolerância... Infelizmente esse não é um fato isolado, todos nós educadores estamos sujeitos a essas situações em nosso local de trabalho, dessa vez fui eu, e amanhã quem será?”, questionou.

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Educação de Malhadas dos Bois repudiou a violência sofrida pela professora. “É inadmissível que qualquer profissional, especialmente o educador, que tem a missão de ensinar e formar cidadão, seja atacado de forma covarde e violenta por aqueles que o deveriam respeitar e valorizar”, disse a nota.

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Sergipe (Sintese) lamentou o fato e disse que a assessoria jurídica já está acompanhando o caso.

 

Mais Notícias de Cotidiano
18/11/2018 12:59 Polícia prende suspeito pelo crime de criança no Sul de Sergipe
SSP afirma que houve cumprimento de mandado de prisão temporária
18/11/2018 12:45 Suspeito de assalto morre em confronto com a polícia em Sergipe
IML registra mais quatro homicídios nas últimas 24 horas no estado
18/11/2018 10:45 Festa termina em confusão e correria na zona Sul de Aracaju
Polícia Militar tentou dispersar jovens que estavam no local
18/11/2018 09:39 Mutirão Limpa Nome acontece de 19 a 23 de novembro em Aracaju
Cinco empresas estarão presentes para negociar eventuais dívidas do consumidor 
18/11/2018 09:15 Mulher é presa após quebrar estátua na Orla de Atalaia
Monumento de Zumbi dos Palmares está no local desde 2012