Tempo Fechado
Chuva deixa mais de 70 famílias desalojadas em Sergipe
Previsão de chuva até esta sexta-feira mantém o estado em situação de alerta
Cotidiano| Por Will Rodriguez 11/07/2019 07:08 - Atualizado em 11/07/2019 13:06

Após uma madrugada chuvosa, Aracaju amanheceu com o céu encoberto e chuvas esparsas nesta quinta-feira (11). Como esse é o quinto dia seguido de chuva constante no Estado, os transtornos continuam a ser sentidos pela população. Ao todo, 72 famílias foram retiradas de suas residências nas últimas 24 horas na capital e também no interior sergipano. 

Cerca de 40 famílias foram desalojadas no Largo da Aparecida, no bairro Jabotiana, zona oeste da capital sergipana, segundo informou a Prefeitura. Essas pessoas foram abrigadas em uma estrutura montada pela Assistência Social do Município no mesmo bairro. 

O conjunto Veneza, também na zona Oeste, foi outra localidade que ficou ilhada devido o aguaceiro que tomou conta das ruas. Já na região das Mangabeiras, no bairro Santa Maria, zona Sul, a água da chuva invadiu as casas e deixou um rastro de destruição pelas ruas da região sem pavimentação. Ainda assim, não houve desalojados. 

As equipes da Defesa Civil Estadual e Municipal fizeram avaliações de risco em três casas no Santos Dumont, com uma família desalojada; uma casa no Japãozinho e mais uma no Porto Dantas. 

Interior sergipano 

Em Estância, foi feita a interdição temporária da ponte próxima ao Complexo XPTO. De acordo com o diretor da Defesa Civil Estadual, cel. Alexandre José, a medida foi adotada de maneira preventiva. "Em 2009, a ponte ruiu em razão da alta vazão do rio Piauitinga. Foi reconstruída, mas como o nível do rio está alto e com grande vazão, achamos prudente interditar temporariamente. Os comerciantes locais foram notificados para que saiam do local até uma reavaliação", explicou.

Em Nossa Senhora do Socorro, a Defesa Civil Municipal interditou uma estrada no Guajará e, no Beira Rio (Parque dos Faróis), as águas do Rio Poxim subiram a ponto de adentrar em mais de 20 residências, a aproximadamente 30 cm. Apesar da resistência, as famílias que estão deixando o local estão sendo alojadas temporariamente do Centro Social, lá mesmo, no Parque dos Faróis, onde estão sendo atendidas pela Defesa Civil e pela secretaria de Assistência Social do município.

Em Lagarto, uma casa desabou e, em outras duas, foi registrado desabamento parcial. Até o momento, uma família foi desalojada no município. Em Indiaroba, 10 famílias foram retiradas de casas (algumas de taipa) situadas em área com risco de desabamento, devido à proximidade de um barranco. Desabrigadas, elas receberão aluguel social da prefeitura. 

A situação das barragens também está sendo acompanhada pela Defesa Civil Estadual, Deso e Cohidro. Até a conclusão desta matéria, a única barragem que não havia vertido era a do Poxim, cujos níveis subiram de 46% para 75% nos últimos dois dias.

As equipes da Defesa Civil Estadual e as coordenadorias municipais seguem em alerta, acompanhando as ocorrências registradas. Emergências podem ser informadas pelo número 199 na capital e, no interior, também pelo 193.

 

 

*Com informações da Defesa Civil de Sergipe

Foto 2: enviada pelo internauta Elder Santos 
Foto 3 e 4: Cedidas pela Defesa Civil do Estado

 

Mais Notícias de Cotidiano
23/07/2019 09:06 Estelionatários acusados de fraudar empréstimos são presos em Sergipe
Até o momento, foram identificadas dez vítimas dos criminosos, segundo a SSP
23/07/2019 08:11 Dermatologista tira dúvidas sobre calvície e queda de cabelo
É frequente observar casos que se iniciam logo após a puberdade
23/07/2019 08:05 Fundat anuncia a oferta de novas vagas de emprego
23/07/2019 07:50 Operação policial prende grupo criminoso na zona Sul de Aracaju
Quadrilha era responsável por roubo e desmanche de motos na capital
22/07/2019 21:00 Casa Sílvio Romero, em Lagarto, será reformada com recurso federal
Setur e Cehop assinam termo de cooperação técnica para obras no espaço