Castramóvel inicia etapa de avaliação no Santa Maria, em Aracaju
Cotidiano 14/02/2018 06:57

A equipe do Centro de Controle de Zoonoses deu início à segunda etapa do Castramóvel, processo de castração de animais domésticos que, neste primeiro momento, acontece no bairro Santa Maria. Nesta fase, os bichinhos de estimação que foram cadastrados em janeiro passaram por uma espécie de triagem para verificar se há condições de passarem pelo procedimento cirúrgico e anestésico, que deve começar a acontecer no dia 20 deste mês. 

O Castramóvel é um antigo desejo que foi tomando corpo e, por meio da lei n° 4.878, sancionada pelo prefeito Edvaldo Nogueira em abril de 2017, começou a galgar os passos para a sua efetivação. Agora, como uma forma de controlar a população de cães e gatos de Aracaju, o equipamento formalizado pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) vai auxiliar os moradores da capital a cuidarem da saúde dos seus bichinhos. 

Um dos animais atendidos nesta fase do Castramóvel foi o Cinza. Sua dona, Regina Alves, soube do processo do Castramóvel através de uma amiga e não tardou em levar o seu animal de estimação para a avaliação. “Para mim, que não tenho condições financeiras, a castração é muito cara. Quando soube que o Castramóvel seria gratuito, procurei logo me informar de tudo e já trouxe o Cinza para se consultar. Sei que vai fazer muito bem à saúde dele e vai garantir que ele tenha uma vida mais longa”, afirmou Regina, que tem outros três animais em casa, dois cães e uma gata. 

Após o Santa Maria, o próximo bairro atendido será o Santos Dumont, na zona Norte. Os bairros foram selecionados pela maior densidade de cães e gatos, baseados na última campanha antirrábica, ocorrida no último mês de outubro. Em cada bairro, o Castramóvel atuará por dois meses, tempo necessário para a realização das consultas e exames pré-operatórios, regularização das vacinas e tratamento com vermicidas.

Castramóvel
O Castramóvel é um veículo adaptado que se deslocará para os bairros da capital, seguindo um cronograma pré-estabelecido. A prefeitura, por meio dos órgãos responsáveis, informará, com trinta dias de antecedência, os locais de atendimento e realizará o cadastramento dos participantes. Também serão distribuídas senhas para os proprietários que optarem pela castração e na oportunidade serão informados horário, data e local da cirurgia, onde o animal deverá comparecer com 12 horas de jejum.

Critérios
Para que a cirurgia seja liberada, é preciso estar atento às normas do projeto:
✔ O responsável pelo animal deve ter renda de até 1,5 salário mínimo;
✔ Cada família poderá cadastrar até cinco animais;
✔ Os cães e gatos devem ter idade entre 5 meses e 8 anos de idade;
✔ Apenas os machos serão esterilizados;
✔ Animais comunitários, que vivem em locais públicos, poderão ser esterilizados, desde que alguém se responsabilize e tenha um lar temporário para a recuperação pós-cirúrgica;
✔ Animais de ONGs cadastradas no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) poderão ser castrados, conforme programação específica.
 

*Com Agência Aracaju

Mais Notícias de Cotidiano
23/05/2018 18:00 Alunos do IFS São Cristóvão fazem protesto por segurança
Bandidos armados invadiram o Campus na última segunda
23/05/2018 17:15 Protesto dos caminhoneiros chega à região Agreste de Sergipe
Bloqueio ocorre na rodovia SE 170 entre São Domingos e Campo do Brito
23/05/2018 16:55 MPF/SE cobra do Dnit apresentação de cronograma de obras na BR-101
O Dnit tem o prazo de 10 dias para se manifestar
23/05/2018 16:45 GTA pode ser suspenso por falta de pagamento da aeronave
Estado de Sergipe deve mais de R$ 600 do aluguel
23/05/2018 15:58 Aracaju recebe evento de Empreendedorismo e Marketing
Serão mais de 13 palestrantes já confirmados durante os dois dias