Casal sergipano viaja pelo mundo de bicicleta e documenta a experiência
Exposição “Entre Montanhas e Estrelas” revela em fotos as cores da Nova Zelândia
Cotidiano| Por Victória Valverde* 12/01/2019 08:00 - Atualizado em 14/01/2019 17:15

Muitos sonham em viajar. Conhecer terras e culturas distantes; sair da monotonia da rotina; respirar novos ares. Muitos sonham, mas, por uma gama de motivos que variam da questão financeira até a falta de planejamento, poucos realizam este feito.

Para o sergipano Felippe Santana, de 32 anos, a paixão por viagens começou em 2007, no curso de Arquitetura e Urbanismo, onde ele se especializou em mobilidade urbana. Após sua graduação, Felippe resolveu viajar pelo Brasil por um ano de bicicleta: foram cerca de sete mil quilômetros pedalados de Aracaju até a fronteira com a Venezuela.

Após essa experiência no país, o arquiteto, também fotógrafo, começou a sonhar em pedalar pelo mundo. Ao conhecer a turismóloga Mariana Correa, que nutria dentro de si os mesmos sonhos, tudo se alinhou. Juntos, os dois já estão há pouco mais de 15 meses viajando mundo afora de bicicleta, somando mais de 13.000Km. No momento estão percorrendo o Sudeste Asiático e em seguida irão para a Índia e Nepal.

O casal compartilha sua aventura através das mídias sociais (@PedaispeloMundo) e pelo seu site. Dessa aventura, nasceu a exposição fotográfica “Entre Montanhas e Estrelas”, composta de um acervo de 20 fotografias FineArt da Nova Zelândia, de autoria de Felippe. FineArt é um tipo de impressão em alta qualidade que preserva todos os detalhes da imagem. 

As fotografias da exposição ilustram a exuberante natureza do país, com suas florestas, rios, lagos de degelo e céus estrelados. As fotos FineArt estarão disponíveis para venda e possuem certificado de autenticidade e exclusividade do autor.

A exposição acontecerá na Galeria M Depósito de Arte, na Rua José Ramos da Silva, 317, bairro 13 de Julho, em Aracaju, a partir do próximo dia 24.

Pedais pelo mundo

Segundo Felippe, planejar uma viagem longa dá trabalho e exige muita organização prévia, mas, para ele, o sonho sempre foi maior do que os obstáculos que apareciam no caminho.

Para calcular o custo, Felippe partiu da experiência média de outros ciclistas, que é de 10 dólares por dia. Uma das vantagens de viajar de bicicleta é justamente o baixo custo, já que gastos com transporte obviamente são irrisórios.

A economia se observa também no quesito acomodações, já que Felippe e Mariana, além de acampar na sua barraca, também contam com a solidariedade das pessoas que encontram no caminho. Para o casal, um dos maiores aprendizados da viagem foi perceber que existe muito mais amor no mundo do que se imagina.

Choque cultural

Viajar é dar de cara com novas culturas e costumes. Sendo assim, o choque cultural é inevitável. Para Felippe, o maior contraste da viagem até agora foi na Indonésia.

“Somos bombardeados por fotos de lugares paradisíacos de lá e geralmente são em ilhas afastadas e mais caras de acessar. Nós pedalamos Bali, Java e Sumatra, as maiores ilhas do país, e vivemos intensamente o Islã, que é uma religião muito distante da nossa realidade cristã. Foi também o país de hospitalidade mais forte, e está diretamente relacionado à religião”, relata o ciclista.

Ainda segundo Felippe, existe no oriente uma grande conexão com a natureza, o que inspirou muito o casal.

“As pessoas gostam de atividades ao ar livre, de acampar e fazer trilhas, costumes que, no Brasil, são cultivados somente por uma parcela pequena da população. Isso faz com que a natureza esteja muito mais próxima das pessoas e consequentemente elas possuem uma maior preocupação com a sua preservação”, comenta Felippe. 

 

*Estagiária sob a orientação da jornalista Monica Pinto.

Mais Notícias de Cotidiano
15/06/2019 19:41 Grupo Multserv lamenta morte do vigilante Maurílio Souza
Colaborador da Multseg há 13 anos, ele prestava serviço à Alese
15/06/2019 15:14 Vigilante morre em grave acidente na zona Norte de Aracaju 
Colisão entre duas motos aconteceu na avenida Euclides Figueiredo
15/06/2019 12:00 Infectologista alerta para riscos da bronquiolite em bebês
Especialista explica que a doença atinge bebês abaixo de dois anos
15/06/2019 12:00 Obra de construção da ponte em São Cristóvão deve ser retomada
Energisa inicia retirada de postes que impediam continuidade dos serviços
15/06/2019 10:48 Duas pessoas são presas com arma caseira na Barra dos Coqueiros
PM apreendeu uma arma de fabricação caseira, calibre 12, sem munição