Insegurança
Bandidos fazem arrastão em escola da zona de expansão de Aracaju
Alunos e professores tiveram os pertences roubados por três homens armados
Cotidiano 17/05/2018 11:45 - Atualizado em 17/05/2018 11:50

Por F5 News

Criminosos armados fizeram um arrastão na Escola Estadual Alceu Amoroso Lima, no bairro Aeroporto, zona de expansão de Aracaju, durante a noite desta quarta-feira (16). A ação criminosa, segundo relato de testemunhas, aconteceu por volta das 19h30, pouco antes do início das aulas do programa Educação de Jovens e Adultos (EJA).

De acordo com uma das vítimas, o assalto foi praticado por três homens armados com revólveres, um deles encapuzado. Os criminosos renderam alunos e professores de duas salas de aula e roubaram celulares e outros pertences.

A direção da escola acionou o botão do pânico, mas segundo a vítima, os marginais agiram em menos de cinco minutos e conseguiram fugir antes da chegada da Polícia Militar, que realizou diligências  nas imediações do Colégio, mas não prendeu nenhum suspeito.

A escola, conforme informou a Secretaria de Estado da Educação (Seed), possui um sistema de monitoramento eletrônico que deverá servir para auxiliar a polícia na identificação dos responsáveis pelo crime.

Ainda segundo a Seed, a segurança será reforçada no local, que fica nas imediações de uma região erma, facilitando práticas delituosas.

Mais Notícias de Cotidiano
17/08/2018 06:48 Idoso morre vítima de picada de cobra na cidade de Propriá (SE)
Ele chegou a ser encaminhado para uma unidade hospitalar, mas não resistiu
16/08/2018 18:30 Bloqueio de rua prejudica atendimento de usuários no Ciras
Por semana, o Centro de Integração Raio do Sol presta assistência a 600 pessoas com deficiência
16/08/2018 18:05 Novas decisões judiciais tumultuam concurso para soldado da PM
Governo diz que vai recorrer de todas as decisões e data do TAF está mantida
16/08/2018 17:25 Suspeito morre em confronto com a PM na zona de expansão
16/08/2018 15:30 Transporte escolar: fraude em licitações gerou sobrepreço de R$ 75 milhões
Doze empresas são acusadas de fraudar contratos celebrados com a Secretaria da Educação de SE