Bandidos continuam agindo no Mercado Municipal de Aracaju
A qualquer hora do dia, são registrados assaltos constantes na área
Cotidiano| Por Fernanda Araujo 13/06/2018 11:15 - Atualizado em 13/06/2018 11:25

A violência nas imediações dos Mercados Municipais de Aracaju, Centro, gera preocupação constante entre comerciantes e transeuntes a qualquer hora do dia. F5 News já mostrou a situação e recentemente mais três ocorrências de roubo e furto nas imediações foram registradas na Delegacia Plantonista da capital. No local, impera a lei do silêncio e os comerciantes têm receio de comentar o assunto por medo de ameaças.

Um dos casos aconteceu na tarde desta terça-feira (12) no Mercado Albano Franco, por volta das 14h. A vítima contou em Boletim de Ocorrência que estava caminhando no mercado quando foi abordada por um homem que o empurrou e roubou a bolsa, além do aparelho celular.

Ainda segundo a vítima, algumas pessoas que prestaram socorro informaram que o assaltante se passa por guardador de carros e fica no estacionamento cometendo os delitos. O acusado foi preso por policiais da Força Nacional e encaminhado à Delegacia Plantonista Sul.

Outros dois furtos foram registrados no sábado (9) e nesta segunda-feira (11) no estacionamento do Mercado e na Avenida Simeão Sobral. Nos dois casos, as vítimas estavam de carro e contam que os criminosos são supostos ‘flanelinhas’ que agem em conjunto, atraindo as pessoas para fora dos veículos. Em um dos roubos, a vítima estacionou o veículo quando, ao voltar das compras e pagar ao ‘flanelinha’, outro a abordou informando que alguém havia arremessado pedras no fundo do carro, momento em que a vítima foi verificar e teve sua carteira e o celular roubados.

Segundo a assessoria da Guarda Municipal, responsável pela segurança da área interna e dos bares do Mercado, existe conhecimento da atuação de supostos flanelinhas, sendo que alguns já foram presos pelos guardas e pela Polícia Militar em posse de bloqueadores de alarme de automóveis utilizados para furto a veículos.

Ainda segundo a GMA, atualmente há um grupamento específico que realiza policiamento preventivo na área, a Ronda dos Mercados (Rondam), composta por 11 guardiões que, além dos mercados centrais, também auxiliam a PM na área externa e atuam nos dois terminais de integração da região central. Já o policiamento ostensivo no estacionamento, que possui câmeras do Ciosp, é de responsabilidade da PM, porém é feito em parceria com a Guarda.

“Aquela região é muito complexa, reconhecida há anos como ponto de comércio de entorpecente, agregando viciados e traficantes principalmente nos arredores dos mercados. O reforço policial pode ocorrer em momentos específicos, como durante o período junino e férias de final de ano, porque aumenta o fluxo de pessoas. Nosso planejamento é baseado em estatísticas, é extremamente importante que as pessoas acionem a GMA para denunciar e relatar os crimes e as suspeitas também para traçar estratégias de emprego da tropa”, afirma o assessor Rogério César.

A vítima pode denunciar pessoalmente junto à Guarda Municipal ou através do telefone 153, ou ainda por meio do WhatsApp 98166-7790. 

Mais Notícias de Cotidiano
11/12/2018 16:15 Atirador do ataque em Campinas (SP) tinha 49 anos e morava em cidade vizinha
Euler Fernando Grandolpho trabalhava como analista de sistemas; motivação do crime está sendo investigada
11/12/2018 16:12 Pesquisa revela que 43% dos idosos respondem pelo sustento da casa
De acordo com a pesquisa, no Brasil, sete em cada 10 idosos são beneficiados pela aposentadoria atualmente
11/12/2018 16:05 Estudo indica que zika pode provocar infertilidade em homens
O estudo não é conclusivo e aponta a necessidade de que novas pesquisas sejam feitas
11/12/2018 15:05 Polícia prende suspeito de arrombamento comerciais em Canindé
Homem disse à polícia que a maior parte dos roubos era negociada em droga
11/12/2018 13:35 Mesmo com denúncias, centro de João de Deus manterá atendimentos
Médium é acusado de abuso sexual por dezenas de mulheres que buscaram tratamento espiritual