Governo vai apresentar programa para substituir Mais Médicos
Ministro Mandetta deve apresentar proposta na próxima semana
Brasil e Mundo| Por Agência Brasil 13/06/2019 17:23 - Atualizado em 13/06/2019 17:32

A partir da próxima semana, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, vai apresentar a parlamentares e instituições da área médica a proposta de um novo programa para substituir de forma gradual o Mais Médicos. A ideia é discutir o novo programa e ouvir sugestões e críticas.

A informação é do secretário de Atenção Primária à Saúde, Erno Harzeheim, que participou hoje (13) de audiência pública na Câmara dos Deputados.

“É determinação desde o início dessa gestão do ministro Mandetta que montássemos um novo programa em substituição gradual ao Mais Médicos. Esse programa está em fase final de elaboração. A partir da próxima semana o ministro vai começar a fazer diversas audiências com congressistas para mostrar o que fizemos e colher, ainda de maneira não publica, opiniões, críticas e sugestões”, explicou Harzeheim.

Umas das mudanças que o novo programa trará será a adoção de critérios mais objetivos e transparentes para definir a distribuição dos médicos, de acordo com o secretário. “Nesse novo programa vamos ter um outro critério de classificação dos municípios, um critério mais claro que determina que município deve receber ou não um sistema de provimento do governo federal”.

A substituição do Mais Médicos ocorrerá de forma gradual e os atuais contratos dos profissionais serão mantidos até o final. “Quem está hoje no Mais médicos tem a garantia de que vai terminar o seu contrato e a substituição vai ser gradual, pouco a pouco, nada abrupto vai ser feito nesse sentido”, garantiu Harzeheim.

O secretário acrescentou que o novo programa aborda os eixos que precisam ser enfrentados para que haja mais e melhores médicos trabalhando na atenção primária e na saúde da família, entre eles o provimento de médicos em municípios pequenos afastados dos grandes centros e também junto às populações mais vulneráveis das cidades maiores.

Os dados do Ministério da Saúde apresentados na audiência pública mostram que atualmente o Programa Mais Médicos tem 14.101 médicos ativos. Com atual edital aberto para o preenchimento de 2.149 vagas, a previsão é que, em julho, o número total de profissionais chegue a mais de 16 mil.

O secretário participou da audiência pública das comissões de Educação e de Seguridade Social e Família da Câmara para debater a formação de novos profissionais no âmbito do programa Mais Médicos.

No dia 9 de abril, o porta-voz da Presidência, Otávio Rego Barros, havia declarado que o governo estudava a substituição do Mais Médicos. Na ocasião, ele disse que ocorreria uma coordenação com o Ministério da Educação para levantar e agilizar as questões como as relativas às avaliações dos médicos, quando formados no exterior.

Mais Notícias de Brasil e Mundo
22/07/2019 10:31 Estudo revela que 80% de diabéticos podem ter doenças cardiovasculares
Desinformação e relação superficial com médicos contribuem para índice
22/07/2019 10:29 Número de pacientes com hepatite cresce 20% em 10 anos no Brasil
Apesar do aumento, o levantamento apontou queda de 9% no total de mortes
22/07/2019 10:15 Julho Amarelo conscientiza brasileiros sobre sintomas do sarcoma
Dores no corpo e lesões na pele são sinais de alerta para esse tipo de câncer
21/07/2019 10:28 Geração atual tem pouco contato com a natureza, alertam especialistas
Vivência em áreas verdes melhora cognição e consciência ecológica
20/07/2019 13:10 Há 50 anos, a maior descoberta das viagens à Lua foi a Terra
A aventura resultou na consciência sobre a vida no nosso planeta