Governo cria rede para combater violência contra mulheres
Brasil e Mundo 06/12/2017 18:32

Para articular governo e setores da sociedade no enfrentamento da violência contra a mulher e na promoção da igualdade de gênero, o governo criou hoje (6) a Rede Brasil Mulher. O decreto que institui a rede foi assinado pelo presidente Michel Temer em cerimônia no Palácio do Planalto.

O Brasil Mulher atuará com base nos eixos da autonomia econômica e igualdade no mundo do trabalho; enfrentamento e combate da violência contra e mulher; saúde, educação e fortalecimento da participação das mulheres nos espaços de poder e decisão.

O objetivo é mobilizar governos, setor empresarial e organizações da sociedade civil para o cumprimento da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU), em especial do quinto objetivo, de alcançar a igualdade de gênero e empoderamento de todas as mulheres e meninas.

Temer disse que a intenção da rede é envolver também os homens nas ações voltadas para promover a autonomia das mulheres, além de aumentar a participação feminina na política. “Esta mensagem que estamos hoje aqui comemorando é tão prioritária que é preciso união de esforços e não apenas das mulheres, mas de homens e mulheres”, disse Temer em breve discurso após a assinatura do decreto. “Com a rede haverá melhor entrosamento, melhor emprego de recursos e melhores resultados”, acrescentou.

Feminicídios

A secretária de Políticas para as Mulheres, Fátima Pelaes, lembrou que o Brasil tem a quinta maior taxa de feminicídios do mundo e disse que a Rede Brasil Mulher buscará contribuir para mudar essa realidade. “A rede é uma iniciativa que ultrapassa os limites de governo e anima e orienta a luta da sociedade e do Estado para novos e melhores tempos”.

De acordo com a secretária, as ações da rede serão orientadas pela Política Nacional de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres e acordos internacionais dos quais o Brasil é signatário.

A Rede Brasil Mulher terá um comitê executivo, com participantes de ministérios como Cultura, Trabalho, Desenvolvimento Social, Saúde e Justiça, que vão desenvolver ações direcionadas às mulheres.

 

Fonte: Agência Brasil

Mais Notícias de Brasil e Mundo
23/05/2018 18:30 Infraero diz que aeroporto de Aracaju pode ficar sem combustível
Combustível reserva é suficiente para abastecer as aeronaves até hoje
23/05/2018 15:52 Greve dos caminhoneiros suspende envio de Sedex
A paralisação acontece em mais de 20 estados há três dias
23/05/2018 15:46 Pesquisa: 80% dos brasileiros buscam alimentação saudável
O resultado faz parte de levantamento inédito divulgado pela Fiesp
23/05/2018 09:05 Especialistas destacam avanços, mas temem riscos à biodiversidade
O Brasil é detentor de 15% da biodiversidade mundial
23/05/2018 08:55 Poliamoristas querem reconhecimento de formas alternativas de relação
Segundo praticantes, primeiro passo para a mudança é desconstruir o machismo