Bolsonaro passa por nova cirurgia, para correção de hérnia
A operação é realizada no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo 
Brasil e Mundo| Por Agência Brasil 08/09/2019 11:00 - Atualizado em 08/09/2019 15:55

A cirurgia para retirada de uma hérnia incisional do presidente Jair Bolsonaro teve início por volta das 7h de hoje (8). O procedimento ocorre no Hospital Vila Nova Star, na capital paulista. De acordo com o médico André Luiz de Vasconcellos Macedo, mesmo cirurgião que comandou as duas operações anteriores, realizadas no Hospital Albert Einstein em São Paulo.

A intervenção deste domingo é mais simples e deve durar cerca de três horas. O procedimento de hoje é o quarto. Anteriormente, o presidente passou por três cirurgias, uma delas na Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora, no dia 6 de setembro do ano passado, logo após sofrer uma facada durante um ato de campanha eleitoral na cidade mineira. Bolsonaro deve se licenciar do cargo por cinco dias, segundo informou o Palácio do Planalto.

Ele deu entrada no hospital na noite de ontem (8). A previsão é que o presidente retome o cargo ainda no hospital, mas somente após um período inicial de recuperação. Ao todo, ele deve permanecer internado por até dez dias.

O filho Carlos Bolsonaro, vereador carioca, passou a noite com o pai. Pouco antes das 7h, horário previsto para início da cirurgia, o outro filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), chegou ao hospital. O presidente também é acompanhado pela primeira-dama Michelle Bolsonaro.

Mais Notícias de Brasil e Mundo
20/09/2019 20:30 Alemanha investirá 100 bilhões de euros até 2030 para proteger o clima
Montante será investido na proteção do clima e na transição energética
20/09/2019 14:03 Greve Global pelo Clima deve levar milhões às ruas nesta sexta-feira
Há manifestações marcadas em mais de 130 países
20/09/2019 13:59 Bolsonaro é liberado para Assembleia Geral da ONU em Nova York
Na terça-feira (24) , ele se encontra com o secretário-geral da ONU, António Guterres
20/09/2019 09:02 ONU diz que cerca de 7 mil recém-nascidos morrem diariamente no mundo
Uma em cada 37 mulheres na África Subsaariana morre durante gestação ou no parto
20/09/2019 08:57 Bretas nega pedido do ex-presidente Temer para viajar à Inglaterra
Ele iria fazer palestra na The Oxford Union, uma instituição de debates estudantis