Bandeira tarifária deve ficar vermelha até o fim do ano, prevê ONS
As cores verde, amarela ou vermelha indicam se a energia custa mais ou menos
Brasil e Mundo| Por Agência Brasil 14/09/2018 08:31 - Atualizado em 14/09/2018 08:47

O diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Luiz Eduardo Barata, avaliou que a bandeira tarifária poderá continuar vermelha até o final do ano, apesar de reconhecer que a definição não é atribuição do órgão.

Isso deve ocorrer, segundo ele, porque, mesmo com o início do período chuvoso, as térmicas deverão continuar ligadas devido à escassez hídrica. Luiz Eduardo Barata participou do seminário O Futuro do Setor Elétrico Brasileiro: Desafios e Oportunidades, promovido hoje (13), no Rio de Janeiro, pela Associação Brasileira de Companhia de Energia Elétrica (ABCE).

A bandeira tarifária está vermelha desde junho.

De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o sistema de bandeiras foi criado para sinalizar aos consumidores os custos reais da geração de energia elétrica. As cores verde, amarela ou vermelha indicam se a energia custa mais ou menos por causa das condições de geração. A Aneel acredita que, com as bandeiras, a conta de luz ficou mais transparente.

Mais Notícias de Brasil e Mundo
18/01/2019 08:44 Desafio dos 10 anos levanta debate sobre reconhecimento facial
Especialistas questionam se dados podem afetar privacidade dos usuários
17/01/2019 07:56 Inep orienta estudante a recuperar a senha do Enem com antecedência
Basta acessar Página do Participante do Enem e clicar no campo Esqueci minha senha
16/01/2019 17:20 Papa pede a bispos que não escondam casos de abusos contra crianças
O Papa Francisco quer uma ação para “prevenir e combater o drama global do abuso infantil "
16/01/2019 13:23 No Nordeste, apenas Sergipe e Alagoas não registraram assaltos a carros-fortes
Em 2018, o país registrou uma ação criminosa desse tipo a cada três dias
15/01/2019 18:04 Conheça as novas regras para posse de arma no Brasil
Decreto foi assinado pelo presidente Jair Bolsonaro e já está em vigor