Cultura
Aberta inscrição para prêmio de literatura que busca novos escritores
A iniciativa é voltada para autores estreantes de romances ou contos inéditos
Brasil e Mundo| Por Agência Brasil 09/01/2019 09:06

A partir desta quarta-feira (9), o Prêmio Sesc de Literatura abre inscrições para a sua edição de 2019. A iniciativa é voltada para autores estreantes de romances ou contos inéditos. Os vencedores terão suas obras publicadas e distribuídas pela editora Record, com tiragem inicial de 2 mil exemplares.

Organizado pelo Serviço Social do Comércio (Sesc), o prêmio foi criado em 2003 e se tornou conhecido no circuito literário por ser destinado exclusivamente a novos escritores, abrindo a eles as portas do mercado editorial.

As inscrições são gratuitas e poderão ser realizadas pela internet até o dia 14 de fevereiro. As obras são avaliadas pela sua qualidade para edição e circulação nacional.

A escolha dos vencedores se dá por meio de um processo em que os avaliadores não têm condições de saber quem são os autores. Os livros inscritos são protegidos por pseudônimos.

Na última edição, realizada em 2018, o vencedor na categoria Romance foi Entre as mãos, da carioca Juliana Leite, e na categoria Conto levou As Coisas, do gaúcho Tobias Carvalho.

Mais Notícias de Brasil e Mundo
18/01/2019 17:55 Brasil foi 5º país em ranking de uso diário de celulares no mundo
Brasileiros passaram mais de três horas por dia usando o celular em 2018
18/01/2019 09:14 Notas do Enem já estão disponíveis para consulta em site do Inep
Resultado dos treineiros só será divulgado no dia 18 de março.
18/01/2019 08:44 Desafio dos 10 anos levanta debate sobre reconhecimento facial
Especialistas questionam se dados podem afetar privacidade dos usuários
17/01/2019 07:56 Inep orienta estudante a recuperar a senha do Enem com antecedência
Basta acessar Página do Participante do Enem e clicar no campo Esqueci minha senha
16/01/2019 17:20 Papa pede a bispos que não escondam casos de abusos contra crianças
O Papa Francisco quer uma ação para “prevenir e combater o drama global do abuso infantil "