OIT: salários no Brasil subiram acima da média mundial em 2017
Blogs e Colunas | Marcio Rocha 30/11/2018 12:03

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) fez um levantamento mundial e seu estudo apontou que os salários no Brasil voltaram a dar sinais de recuperação e subiram acima da taxa média mundial em 2017. De acordo com ao OIT em seu levantamento, o aumento do salário real no Brasil foi de 2,3% em 2017, contra uma média mundial de apenas 1,8%. A OIT destaca que a recuperação dos salários no País foi a primeira desde 2013. Em 2014, a alta havia sido apenas 1,1%, contra uma retração de 0,3% em 2015 e mais uma queda de 1,9% em 2016. 

Sergipe é destaque na inclusão financeira

A pesquisa do Índice de Cidadania Financeira, realizada pelo Banco Central, mostrou um dado importante que mostra que Sergipe é um destaque nacional acerca do tema. O estado é tem o maior índice de inclusão financeira do nordeste. Segundo o Banco Central, Sergipe atingiu 36,7 pontos no indicador, obtendo a posição de destaque na região. O índice considera como fatores para a inclusão financeira, pontos de atendimento bancário, operações de crédito realizadas e capacidade de endividamento, além de taxas de juros cobradas em operações de crédito e o percentual de pessoas com acesso à internet, entre outros quesitos.

CNC estima 34.5 bilhões de vendas para o natal

A Confederação Nacional do Comércio (CNC) revisou sua projeção de vendas calculada para o natal deste ano e estima que a data movimentará R$ 34,5 bilhões, o que representa um avanço de 2,8% na comparação com o mesmo período do ano passado. A previsão de contratação de trabalhadores temporários também aumentou de 72,7 mil para 76,5 mil vagas. Em relação ao varejo, a Confederação prevê avanço de 4,5% no faturamento real em relação a 2017 para o volume de vendas natalinas, principal data comemorativa do setor. Para o ano que vem, a entidade projeta alta de 5,2%. Se confirmada, essa variação seria a maior dos últimos sete anos.

Atividade industrial cresceu em outubro

A atividade industrial ganhou fôlego em outubro e cresceu em ritmo superior ao observado no ano passado. É o que mostra a Sondagem Industrial divulgada pela CNI. Segundo o estudo, o índice de evolução da produção passou de 47,2 pontos, em setembro, para 54,7 pontos, em outubro. Outro indicador que melhorou na passagem de setembro para outubro foi o da Utilização da Capacidade Instalada (UCI), que subiu um ponto porcentual no período, saindo de 68% para 69%. Os estoques também diminuíram, chegando mais próximo do esperado pelos empresários. O índice de evolução do nível de estoques em relação ao planejado caiu de 51,2 pontos em setembro para 50,8 pontos em outubro.

Vendas no e-commerce foram de R$ 2,6 bilhões, alta de 23%

A cifra das vendas do comércio eletrônico da Black Friday deste ano foi de R$ 2,6 bilhões. O que marcou uma elevação de 23% em relação ao mesmo evento de 2017, aponta a Ebit Nielsen, empresa especializada em informações sobre o comércio eletrônico. O número de pedidos aumentou 13%, crescendo para 4,27 milhões, enquanto o tíquete subiu 8% atingindo o valor de R$ 608. Levando o resultado da Black Friday para um patamar bem acima das expectativas. A Ebit Nielsen projetava que o crescimento de vendas seria 15% este ano. O número de consumidores únicos (que fez ao menos uma compra online) cresceu 9% em relação ao ano anterior, atingindo 2,41 milhões de pessoas. As vendas da sexta-feira (23), segundo o levantamento, foram dominadas pelos produtos de tíquete médio mais elevado, como smartphones, itens de linha branca e TVs.

Notícias em Sergipe
Mais Notícias de Marcio Rocha
18/03/2019 10:20

País perde R$ 193,1 bi com pirataria e contrabando

09/03/2019 06:05

Perdas operacionais custam R$ 20 bilhões ao ano ao varejo

23/02/2019 06:00

Após três anos em queda, Carnaval vai gerar lucro em 2019

16/02/2019 06:13

Fecomércio implanta primeira Câmara GRC do Brasil

01/02/2019 12:24

José Pastore: Sistema S e capital humano

Blogs e Colunas
Marcio Rocha
Marcio Rocha é jornalista formado pela UNIT e radialista formado pela UFS, especializado em economia, com experiência de quase 20 anos na comunicação sergipana.

E-mail: jornalistamarciorocha@live.com


O conteúdo e opiniões expressas neste espaço são de responsabilidade exclusiva do seu autor e não representam a opinião deste site.