CNC prevê que pagamento de 13º somará R$ 204,4 bilhões
Blogs e Colunas | Marcio Rocha 15/12/2018 09:43

A Confederação Nacional do Comércio (CNC) divulgou ontem para toda a imprensa estudo que revela o impacto do 13º no comércio. a CNC prevê que no fim de 2018 o pagamento do 13º salário terá somado R$ 204,4 bilhões, o que representa 1,8% a mais em relação aos R$ 200,9 bilhões pagos em 2017. De acordo com o estudo, dos R$ 90,6 bilhões que serão pagos na segunda parcela do 13º salário, R$ 41,3 bilhões (46%) deverão ser usados em curto prazo no comércio e R$ 21,1 bilhões (23%) servirão para o pagamento de dívidas. Os R$ 28,2 bilhões (31%) restantes deverão se destinar ao setor de serviços, gastos na quitação de obrigações de início de ano ou simplesmente poupados para consumo futuro. 

Sergipe é beneficiado por PL que mantém incentivos fiscais

A Câmara dos Deputados aprovou o projeto de Lei que prorroga a redução de imposto de renda para projetos desenvolvidos nas superintendências do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), do Nordeste (Sudene) e do Centro-Oeste (Sudeco). Aprovada pelos parlamentares, a proposta amplia de 2018 para 2023 o prazo para que os empreendimentos dessas regiões tenham direito à redução de 75% do Imposto de Renda (IR) calculado com base no lucro da exploração. Sergipe é um dos estados beneficiados com a decisão da Câmara. Entre 2013 e 2017, por exemplo, o número de empregos criados e mantidos pelas empresas beneficiadas no estado chegou a 32.750. Além disso, Sergipe teve R$ 1.428.004.672 investidos em recursos por meio desses incentivos fiscais, no mesmo período.

Governo libera 100% de capital estrangeiro para empresas aéreas

O presidente Michel Temer decidiu abrir completamente o mercado de aviação civil a empresas estrangeiras. A Medida Provisória editada acaba com o limite de 20% de capital estrangeiro em companhias aéreas. A decisão foi acordada com o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes e permite que investidores estrangeiros tenham até 100% do capital de aéreas que fazem voos domésticos. A crise da Avianca, que teve o pedido de recuperação judicial aprovado nesta semana, acelerou a medida.

Faturamento do atacado distribuidor cresce 8,56% em outubro

O setor atacadista e distribuidor se aproximou da meta de crescimento estabelecida para 2018, que era atingir 1% de alta no faturamento. A pesquisa mensal da ABAD (Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores de Produtos Industrializados), apurada pela FIA (Fundação Instituto de Administração), aponta, em termos nominais, crescimento de +8,56% em outubro na comparação com o mesmo mês de 2017. Em relação ao mês de setembro de 2018, a alta foi de +6,39%. No acumulado do ano, de janeiro a outubro, o desempenho foi positivo em +0,58%. “Apesar da base fraca de comparação, já que tivemos um ano extremamente difícil em 2017, o resultado de outubro demonstra que estamos no caminho de uma retomada econômica consistente. As sinalizações positivas do novo governo, que assumirá em 2019, estão fazendo com que a confiança retorne, impulsionando o consumo e abrindo espaço para os investimentos, com impacto positivo em um dos principais gargalos do país, que é a taxa de desemprego. Finalmente, vemos a luz no fim do túnel”, afirma Emerson Destro, presidente da Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores (ABAD). Em termos reais, o faturamento do setor em outubro também teve bom desempenho. Cresceu +3,82% em relação ao mesmo mês de 2017; +5,91 em relação ao mês de setembro; mas ainda sofre queda no acumulado do ano, de -2,95%.

Cheque especial atinge em outubro maior patamar deste ano

As concessões de cheque especial atingiram R$ 31,747 bilhões em outubro, o maior patamar de 2018, segundo o Diário do Comércio e Indústria (DCI). Apesar de ser a linha mais cara para pessoas físicas do mercado, a expectativa é de que a modalidade continue sendo usada até que o nível de desemprego reduza. As taxas de juros do cheque especial alcançaram, em outubro, o patamar de 300,4% ao ano. O número, apesar de ser uma queda de 23,7 pontos percentuais em relação a igual mês de 2017 (323,7% a.a.), ainda é a taxa mais cara do mercado voltada para pessoas físicas. 

ITPS realiza operação especial para fiscalização de luminárias natalinas e brinquedos

O Instituto Tecnológico e de Pesquisas do Estado de Sergipe (ITPS) – Órgão Delegado do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) realizou, entre os dias 10 e 14, uma operação especial para fiscalização de luminárias natalinas, brinquedos e bicicletas de uso infantil. Os agentes fiscais verificaram aproximadamente 11.500 produtos em lojas do comércio varejista de Aracaju, Nossa Senhora do Socorro, Lagarto, Estância e Itabaiana. De acordo com o diretor-presidente do ITPS, Kaká Andrade, a operação denominada ‘Papai Noel’ pretende coibir a venda de produtos irregulares que apresentem riscos à segurança do consumidor. “Como a procura por esse tipo de produto cresce no fim do ano, nós intensificamos as fiscalizações para retirar do comércio varejista itens que causem prejuízos à saúde ou segurança das pessoas. Ao mesmo tempo, nós procuramos conscientizar os comerciantes e orientar os consumidores para as observações que devem ser feitas na hora da compra”, explica.

Notícias em Sergipe
Mais Notícias de Marcio Rocha
18/01/2019 14:28

Comércio irregular não paga impostos e impede Sergipe de crescer

11/01/2019 12:21

Albano Franco destaca expertise do Sistema S

21/12/2018 11:19

Sistema S faz o que o governo deveria fazer

30/11/2018 12:03

OIT: salários no Brasil subiram acima da média mundial em 2017

23/11/2018 09:29

Brasil gera 790 mil novos empregos em 10 meses

Blogs e Colunas
Marcio Rocha
Marcio Rocha é jornalista formado pela UNIT e radialista formado pela UFS, especializado em economia, com experiência de quase 20 anos na comunicação sergipana.

E-mail: jornalistamarciorocha@live.com


O conteúdo e opiniões expressas neste espaço são de responsabilidade exclusiva do seu autor e não representam a opinião deste site.
Cine F5"Homem-Aranha no Aranhaverso" e "O Confeiteiro" miram o Oscar
Dark RoomAna Badyally abre temporada 2019 do Dark Room