Gestão na área de educação
Blogs e Colunas | Diego da Costa 01/06/2018 10:10 - Atualizado em 01/06/2018 15:23

Existem divergências acentuadas quando o assunto educação está em discussão. E uma delas reside na indagação: o dirigente educacional deve ser um executivo? Na atualidade, quem dirige uma escola, de um modo geral, se restringe à direção acadêmica, até porque grande parte dos dirigentes é oriunda do magistério, são professores que se destacaram e foram promovidos.

Nessa nova função, com novas realidades, existem distorções porque eles não foram preparados para administrar. A própria formação em pedagogia, via de regra, não atende em sua plenitude à gestão de entidades educacionais. A função é de gerência e quem a ocupa é um executivo. Mas no Brasil quem ocupa tal função ou é um professor com destaque na função de magistério, ou o mais antigo, mais experiente ou o mais querido pela comunidade ou, ainda, o que consegue mais votos em eleições para dirigentes escolares. E isto, muitas vezes, gera distorções e deficiências.

Quando se analisam as deficiências,  geralmente são atribuídas culpas aos professores ou aos alunos e são esquecidas as influências decisivas das falhas causadas por administrações deficientes feitas por pessoas que não foram capacitadas para tão importantes funções administrativas.

Talvez um bom caminho seria capacitar, de forma especifica, os dirigentes educacionais com enfoque na área de administração.

É verdade que se discute estruturas administrativas e organizacionais, as teorias que envolvem a administração das escolas e mesmo a função da gestão e, ainda, as políticas ligadas à área com todas as implicações que envolvem esse assunto tão palpitante. Mas a matéria é muito abrangente e requer um grande esforço dos interessados para haver uma gestão mais efetiva e eficiente.

 

Empreendedorismo – Raio X das startups

O capital dos sócios é a principal fonte de recursos das startups, o setor ainda é dominado por homens e oito em cada dez empresas têm menos de cinco funcionários. Essas são algumas das revelações apontadas no censo feito pela plataforma de conteúdo para empreendedores StartSe.

A análise foi realizada a partir de duas mil e novecentas respostas de fundadores de startups, mentores, investidores, empresas tradicionais, instituições e profissionais ligados a esse mercado.

Números interessantes: 34 anos é a idade média dos fundadores; 80% têm menos de cinco pessoas na equipe, além dos sócios; 2,44 anos é a idade média das startups; 48,5% dessas empresas consideram-se prontas para atuar no mercado global; 17% adotam o modelo de negócios de assinatura digital; 14% prestam serviços de consultoria; 14% atuam com marketplace; 34% são B2B, em que uma empresa oferece serviços para outras empresas; 24% são B2C, com venda direta ao consumidor; 22% são B2B2C, em que os clientes são as empresas e, depois, o consumidor final. Fonte: STARTSE

Rodada de Negócios

A 3ª Rodada de Negócios PermutBank, em parceria com CDL Barra e CJE-SE, conselho jovem da ACESE, acontece na Barra dos Coqueiros (SE), no próximo dia 05, das 19h às 22h.

O evento tem como base o desenvolvimento de networking com método consagrado pelo Sebrae, acontecendo rodadas de apresentação de empreendimentos, troca de cartões e materiais para proporcionar parcerias e negócios.

Destinado à empresas e profissionais liberais, a Rodada de Negócios atua como uma plataforma inteligente, rápida, econômica e eficaz para construir grandes oportunidades, propiciando contato direto e pessoal com potencias compradores, vendedores e parceiros.

O que: 3ª Rodada de Negócios; Quando: 05/06/2018, às 19h; Onde: Salão de Festas Villa A, Barra dos Coqueiros/SE; Inscrições: https://www.sympla.com.br/3-rodada-de-negocios-permutbank-cdl-barra-e-cje-se__294035

Informações: (79) 2106-8997

 

PENSAMENTO: “O pensamento é o ensaio da ação.” Sigmund Freud

Notícias em Sergipe
Mais Notícias de Diego da Costa
23/07/2018 10:55 Empresas familiares e processo decisório
07/07/2018 11:21 Pacto pela Inovação I
25/06/2018 21:16 Liderança no Futebol
11/06/2018 15:11 Relacionamentos interpessoais no ambiente de trabalho: pessoa difícil de lidar
11/06/2018 14:44 1º ADM PITCH
Blogs e Colunas
Diego da Costa
Diego da Costa é Administrador, CRA-SE 203501, Especialista em Marketing, Líder Coach Psicopositivo, Coach ISOR, Conselheiro Federal de Administração representando Sergipe, Associado fundador do Rotary Club de Aracaju Nova Geração, fundador do Conselho de Jovens Empreendedores de Sergipe, Consultor e Mentor.

E-mail: diego.costa@crase.org.br