Limpeza dos dentes dos pets pode evitar o surgimento de doenças
Veterinários recomendam que a higiene bucal seja feita desde cedo
Blogs e Colunas | Coluna de Estimação 05/11/2019 13:47 - Atualizado em 06/11/2019 09:47

Não é diferente do ser humano. Assim como nas pessoas, a falta de higiene bucal também causa incômodos, dores, mau hálito e traz prejuízos à saúde dos pets. Uma rotina de limpeza adequada e visitas periódicas ao veterinário especialista em odontologia é necessária e contribui para evitar doenças graves.

A limpeza correta e frequente pode evitar o surgimento de doenças bucais que também afetam os órgãos vitais. Segundo médicos veterinários, microrganismos encontrados na boca, devido ao acúmulo de placas bacterianas, tártaros e cáries, podem causar problemas cardíacos, renais, pulmonares e ao fígado de cães e gatos. Esses microrganismos entram na corrente sanguínea e contaminam os órgãos. 

A tarefa pode ser difícil, afinal, manter o seu cão ou gato imóvel ou sem mastigar a escovinha é quase uma missão impossível, por isso é importante perguntar ao veterinário como fazer a escovação corretamente, além de já começar a atividade desde cedo, logo quando filhotes, para que se acostumem com o procedimento. 

Escovinhas e pastas dentárias apropriadas para o pet auxiliam na limpeza. Também podem ser usados spray dental, principalmente, se o pet odeia escovar os dentes, mas permite que você mexa nos lábios dele de forma tranquila. Outra boa opção são os enxaguantes bucais, os pós que podem ser adicionados junto ao alimento ou petiscos que diminuem o mau hálito.

"A saúde oral do pet é tão importante quanto a saúde física. Para prevenir essas doenças se faz  necessária  a limpeza desses dentinhos de forma diária, independente do que seu pet se alimente (ração ou alimentação natural). Então, é importante começar desde já a fazer a limpeza oral diária, não inventar desculpas e fazer a opção que mais se adequa a sua rotina", recomenda a médica veterinária Juliene Oliveira, especialista em Nutrologia.

No mercado pet existem, atualmente, outros produtos para higienização, como tipos de brinquedos escova e de mastigar que podem auxiliar na eliminação de sujeiras dos dentes durante as mordidas. A médica Mariana Lage-Marques, especialista em odontologia veterinária, explica que o método mais eficaz ainda é a escovação e a limpeza precisa ser feita pelo menos uma vez na semana; sem ela, o animal pode desenvolver gengivites e periodontites, que são inflamações causadoras de inchaço, dor, vermelhidão e até febre.

Uma alimentação saudável também é importante, evitando alimentos que prejudicam o metabolismo do animal, como doces e bolachas. Em casos mais graves, quando a gengiva está marrom e o cheiro muito forte, é indicada a limpeza ambulatorial junto ao veterinário que vai avaliar melhor a situação. Ainda segundo especialistas, o mau hálito também pode ter relação com doenças estomacais e renais. Na dúvida, leve ao veterinário de sua confiança.

 

*Com informações da Coluna É o Bicho, Metrópoles

Notícias em Sergipe
Mais Notícias de Coluna de Estimação
03/10/2019 15:14 Câncer de mama também pode atingir os pets; saiba como prevenir a doença
Segundo especialistas, 55% de cadelas e gatas atendidas na oncologia têm neoplasia mamária
27/09/2019 16:52 Kitty Lima e Ong Anjos levam campanha de bem-estar animal a Lagarto
25/09/2019 15:05

Setembro Vermelho: mês da prevenção das doenças cardíacas em pets

20/09/2019 09:33

Plante uma árvore e adote um gatinho

17/09/2019 14:25 Vacinação antirrábica em postos fixos em Aracaju vai até o dia 27
Ação acontece em pontos estratégicos da cidade visando a prevenção contra a Raiva
Blogs e Colunas
Coluna de Estimação
Fernanda Araújo é formada em Comunicação Social – Jornalismo pela UNIT, pós-graduada em MBA Marketing, Assessoria e Comunicação Integrada pela FANESE. Já trabalhou como assessora de comunicação em sindicato de classe, e atualmente, é repórter no Portal F5 News. Premiada em primeiro lugar no Prêmio João Ribeiro de Divulgação Científica da Fapitec, na categoria web jornalismo, em 2018.

E-mail: fernandaaraujo.jornalismo@gmail.com


O conteúdo e opiniões expressas neste espaço são de responsabilidade exclusiva do seu autor e não representam a opinião deste site.